Três ônibus são incendiados em Duque de Caxias após morte de dois suspeitos - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




Post Top Ad

Três ônibus são incendiados em Duque de Caxias após morte de dois suspeitos


Três ônibus foram incendiados na noite desta quarta-feira no bairro Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. A ação foi em represália à morte de dois homens durante uma operação do 15ºBPM (Duque de Caxias) na comunidade do Massapê durante a tarde.

Segundo o comando do 15ºBPM (Duque de Caxias), na tarde de ontem, policiais militares do 15ºBPM durante operação na comunidade do Massapê, na região de Santa Cruz da Serra, foram recebidos a tiros no início da incursão no local e houve confronto.

Após a ação, segundo a Polícia Militar, dois suspeitos foram encontrados feridos e com eles foram apreendidos uma pistola calibre 380, drogas e rádios comunicadores. Os dois foram socorridos ao Hospital Adão Pereira Nunes (Hospital de Saracuruna), em Caxias. O caso foi encaminha para a 62ª DP ( Imbariê).

Em nota, Fetranspor informou que repudia mais um ataque a ônibus no município de Duque de Caxias. Os três veículos operavam a linha Caxias-Ilha e foram incendiados nas imediações do Parque Paulista. Até o momento, segundo a federação, 18 ônibus foram incendiados. No ano passado, no mesmo período, foram 16 casos.

Leia a nota da Fetranspor na íntegra:

"Na noite dessa quarta-feira (07.03), três ônibus que operavam a linha “Caxias x Ilha” foram incendiados nas imediações de Parque Paulista, em Santa Cruz da Serra.

Até o momento, o Estado registrou 18 ônibus incendiados, número superior ao mesmo período em 2017 (16 casos).

São dados que preocupam o setor, que registrou em 2017 um aumento de 109% no número de ônibus incendiados em comparação a 2016, que contabilizou 43 casos ataques criminosos.

Caxias lidera ranking de ataques

Salvo a capital, Caxias desponta como o município com o maior número de ataques a ônibus desde 2016. A cidade registrou até o momento 29 ônibus destruídos por criminosos. Este ano já foram seis ataques.

151 ônibus incendiados desde 2016: prejuízo para o setor e passageiros

Desde 2016, o setor registrou prejuízos com 151 ônibus incendiados em todo o Estado. O custo de reposição é cerca de R$ 67 milhões, que poderiam ser investidos em melhorias no sistema para o conforto dos passageiros.

Com os ataques criminosos a ônibus, a população é a mais prejudicada com a redução da oferta de transportes. O tempo de reposição de um ônibus pode chegar a seis meses (compra, fabricação e regularização do veículo com as autoridades de trânsito). Nesse período, um ônibus incendiado deixa de transportar cerca de 70 mil passageiros. Se somarmos a frota incendiada desde 2016 (151), potencialmente, deixaram de ser transportados mais de 10 milhões de passageiros nesses veículos.

Inexistência de seguro

É importante lembrar que a inexistência de seguro para este tipo de sinistro e a crise econômica do setor, que tem feito as empresas perderem gradativamente a capacidade de investimento em renovação da frota, tornam inviável a reposição de ônibus incendiados."

Via: Jornal Extra
08/03/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe jornaldestaquebaixada@gmail.com

Post Bottom Ad

Pages