Nas notas e acordes, jovens têm realidade transformada em Queimados - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




Post Top Ad

Nas notas e acordes, jovens têm realidade transformada em Queimados


Ter acesso à cultura é primordial para o crescimento do ser humano. Quanto mais contato com as manifestações artísticas, sejam elas musicais, visuais ou teatrais, maior será o resultado e a tendência a criar conceitos e percepções acerca do mundo e da realidade. E pensando em como a cultura tem capacidade em se ampliar e levar as pessoas a lugares e objetivos inimagináveis, a Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, conta com 35 cursos livres abertos com ofertas para todas as idades.

As atividades fazem parte do projeto “Cultura em ação”, desenvolvido no Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) Planeta Futuro, fundado em 2016, no bairro São Roque. Jovens estudantes como Letícia Almeida e Marcos Philipe, ambos de 20 anos, são uns dos alunos da iniciativa e viram no violão a oportunidade de aprender música perto de casa e gratuitamente.


“Eu soube pelas redes sociais das oficinas e logo me interessei em me inscrever. Como sempre tive vontade de aprender música, escolhi o violão. Ainda não faço apresentações em público, mas pretendo levar o conhecimento adquirido aqui para frente”, contou Marcos, morador do Glória.

Já para Letícia, que é moradora do bairro Eldorado, o grande diferencial das oficinas é o compromisso dos professores com os alunos. “Eu já tinha tentado aprender a tocar violão em outros lugares, mas só aqui pude ter um professor atencioso e que tem uma boa didática para ensinar desde como segurar o instrumento até as notas mais difíceis”, afirmou a estudante.

Assim como a oficina de violão pode mudar a rotina dos dois jovens, os cursos oferecidos no local também mudaram a vida de quase 4 mil pessoas. Atualmente, as atividades são divididas em xx turmas, com duração de três a seis meses cada modalidade. São elas: Violão, Guitarra, Contrabaixo, Teclado, Bateria, Dj, Canto, Modelo, Argila, Artesanato, Padeiro, Lancheiro, Confeiteiro, Corte e Escova, Teatro adulto e infantil, hip hop, dança mix, Costura, Inglês, Skate, Desenho, Fotografia, Ginástica, Zumba, Capoeira e Informática.

Liberado para todas as faixas etárias, o espaço é uma grande ponte para a inclusão. Construído em parceria com o governo federal, possui 3 mil metros quadrados e conta com salas multiuso, uma biblioteca comunitária com 2 mil livros didáticos em seu acervo, sala multimídia composta por 12 computadores com acesso à internet, cineteatro/auditório com capacidade para 60 lugares.

E para a comunidade garantir o lazer no cotidiano, o complexo também possui quadra poliesportiva coberta, pista de skate, aparelhos de ginástica, parquinho para crianças, pista de caminhada, além de um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), com capacidade para atender 4,5 mil famílias e prevenir a ocorrência de situações de vulnerabilidade por meio do fortalecimento de vínculos familiares e da ampliação do acesso aos direitos de cidadania.

Realidade transformada

Para o prefeito de Queimados, Carlos Vilela, é mais que necessária a continuação desse trabalho, já que é uma grande chance de melhorar profissionalmente e crescer na vida. “Fui criado no bairro do São Roque e é por isso que ver essa região ser transformada por meio da arte e da cultura, é no mínimo motivo de felicidade. Como parte do governo, é gratificante poder ver crianças, jovens e adultos realizando atividades tanto de lazer, quanto de qualificação profissional”, declarou o prefeito.

Desde o princípio do projeto, a instauração do CEU veio como uma política pública de prevenção à violência e vulnerabilidade social, sobretudo da juventude. E nesse sentido, o São Roque teve seu cenário totalmente modificado com o espaço na principal praça do bairro.

De acordo com o Secretário Municipal de Cultura e Turismo, Marcelo Lessa, os próprios moradores estão cada vez mais próximos da cultura, principalmente das práticas e festividades culturais do município. “Com essa aproximação conseguimos um retorno incrivelmente rápido. O espaço foi criado com esse intuito, além de influenciar as novas perspectivas de vida social e profissional”, concluiu o gestor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe jornaldestaquebaixada@gmail.com

Post Bottom Ad

Pages