PM apreende carne destinada a mercado sendo transportada sem higiene em Belford Roxo - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




Post Top Ad

PM apreende carne destinada a mercado sendo transportada sem higiene em Belford Roxo


BELFORD ROXO - Policiais do 39° BPM (Belford Roxo) avistaram uma Kombi furgão da cor branca no momento que passavam pela Rua Washington Luiz no bairro de Santa Maria na manhã desta quinta-feira (2) e desconfiaram do veículo, onde decidiram fazer a abordagem para checagem de rotina, quando foi localizado no interior da kombi, certa quantidade de carne bovina jogada em meio um pneu e caixas de papelão sujos sem qualquer refrigeração e em péssimas condições de armazenamento.

Ao ser questionado pelos agentes, o funcionário informou que trabalha para o mercado da "Família" Localizado no conjunto Barro vermelho em Belford Roxo, na Baixada Fluminense. 

A produção de todo tipo de carne que consumimos - boi, frango, porco e até peixe -, deve seguir duas regras básicas para não causar mal à saúde: higiene e refrigeração. Além de ser produzida, transportada e armazenada em locais limpos, a carne não pode ficar mais do que duas horas em temperaturas acima de 7°C.

É fácil perceber quando a carne ficou muito tempo fora da refrigeração. Ela apresenta cheiro e gosto de estragada. Fica escurecida, com cor diferente da que estamos acostumados e manchas. Quando está com cheiro ruim, não deve nem sequer ser experimentada. O problema é que quando chega a esse ponto, já está com mil vezes mais bactérias que o suficiente para quem consome passar mal.


O consumidor não percebe facilmente quando a carne está podre. Os casos de surto de doenças transmitidas por alimentos, como salmonelose e outras, sempre ocorrem com a carne visualmente e sensorialmente perfeita", diz Eduardo Tondo, professor de microbiologia de alimentos do Instituto de Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFRGS. Por esse motivo, é fundamental o controle de qualidade na indústria alimentícia e a fiscalização rígida.

Comer carne estragada pode causar dor de cabeça, vômitos, diarreia, febre e até mesmo levar à morte. São duas as causas dos sintomas: a intoxicação alimentar, causada pelas toxinas produzidas pelos micro-organismos presentes na carne que ficou fora da geladeira, e a infecção bacteriana, causada quando a bactéria entra no organismo da pessoa. Ao aparecerem os primeiros sintomas, deve-se procurar um médico.

A ocorrência foi registrada na 54ª DP (Belford Roxo). 

Por: Redação/ Jornal Destaque Baixada
02/08/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages