Itaguaí incentiva a preservação e o ecoturismo na Ilha da Madeira - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

Itaguaí incentiva a preservação e o ecoturismo na Ilha da Madeira


O lixo é um dos grandes problemas que afeta áreas turísticas. A Prefeitura realiza desde o início do ano um trabalho de conscientização ambiental com alunos da rede municipal. Através do projeto “Mais Vida, Menos Lixo – Itaguaí 200 anos”, estudantes aprendem sobre a importância da preservação do Meio Ambiente. Nesta quarta-feira (5/9), a edição realizada na Ilha da Madeira comemorou a Semana do Ecoturismo.

Os alunos da E.M. Elmo Baptista Coelho, E.M. Argentina Coutinho, E.E.M. Carmem Menezes Direito, E.M. Eider Ribeiro Dantas e E.M. Vereador Taciano Fernandes Nunes participaram de diversas atividades voltadas para o tema sustentabilidade onde passaram um pouco do que vem sendo aprendido em sala de aula.

A coordenadora de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Educação e Cultura, Patrícia Plácido, abriu o evento destacando a importância dessa troca de experiência dos alunos com a sociedade.

- Se queremos ter menos lixo, é preciso mudar o padrão de consumo, os costumes. O trabalho de educação ambiental que estamos desenvolvendo tem como objetivo incutir em nossos alunos esse espírito de preservação do meio ambiente – disse a coordenadora.

Alunos multiplicadores

No dia 21 de maio de 2018, foi promulgada a Lei nº 3637 que dispõe sobre a Política Municipal de Educação Ambiental e institui a primeira semana do mês de setembro como Semana do Ecoturismo. O objetivo dessa edição do projeto “Mais Vida, Menos Lixo” na Ilha da Madeira foi desenvolver ações de sustentabilidade em uma área turística da cidade para conscientizar a população através do trabalho realizado pelos alunos dentro de sala de aula.

A Escola Municipal Argentina Coutinho realizou uma apresentação teatral mostrando a importância do descarte correto de lixo. Os alunos da Escola Estadual Municipalizada Carmem Menezes Direito fizeram uma paródia com a música 50 reais, de Naiara Azevedo, para falar sobre os principais problemas ambientais como o desmatamento.




Na E.M. Eider Ribeiro Dantas, os alunos do 5º ao 9º ano trabalharam com reaproveitamento de alimentos. A banana foi o alimento escolhido para ser representado durante a ação. Foram feitos doces do alimento, utilizando tanto o fruto e quanto a casca.




A E.M. Elmo Baptista Coelho levou um pouco do projeto Horta Escola, realizado em parceria com o Porto Sudeste, no qual os alunos cuidam de uma horta montada na escola. A diretora Sandra explicou que o trabalho tem como intuito transformá-lo em multiplicadores.




As Secretarias também marcaram presença. O Meio Ambiente levou seu ecoponto, com demonstração de móveis sustentáveis de pneus e palletes, lixeiras e cones ecológicos de pneus inservíveis. A Saúde fez a demonstração de como evitar os focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chicungunya. A tradicional Leitura Cultura também foi realizada pelas profissionais da Casa de Cultura. A Sectran deu apoio cuidando do trânsito da região, junto com a guarda municipal.




A Prefeitura de Itaguaí organiza o projeto “Mais Vida, Menos Lixo – Itaguaí 200 anos” através das Secretarias Municipais de Educação e Cultura; Meio Ambiente, Agricultura e Pesca; Saúde; Ordem Pública; e Assistência Social, em parceria com a Porto Sudeste, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Instituto Estadual do Ambiente (INEA). A edição da Ilha da Madeira também contou com o apoio da Igreja de São Pedro e dos moradores que cederam os espaços de suas casas para algumas atividades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages