Violência doméstica contra a mulher é tema de palestra em Queimados - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad

PUBLICIDADE

26/03/2018

Violência doméstica contra a mulher é tema de palestra em Queimados

Encontro expôs os principais tipos de agressão e os procedimentos jurídicos necessários para denúncias. Bairro Nova Cidade é o próximo a receber evento

A Prefeitura de Queimados, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizou nesta segunda-feira (26) uma palestra para debater sobre a violência doméstica contra as mulheres e o atendimento jurídico às vítimas. Idealizado e parte do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, o evento reuniu cerca de 20 mulheres e pautou os tipos de agressão que uma mulher pode sofrer e quais os procedimentos para uma denúncia.

Entre os assuntos debatidos estão: os tipos de violência mais comuns (verbal, psicológica e física), o desgaste que o machismo gera em relações e situações que não devem ser vistas como normais como agressões físicas. Além disso, a palestra abordou situações que rompem a barreira do respeito, como ofensas dos mais variados tipos.
O serviço de convivência e fortalecimento de vínculos é um trabalho de proteção social básica, de uma forma planejada e contínua, que se propõe a orientar e estimular as famílias com atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas, dentre outras, de acordo com a idade dos usuários. O projeto ocorre através de grupos, dividido por faixas etárias específicas, agrupando interesses e demandas da população. Com caráter preventivo e pautado na defesa e afirmação de direitos do cidadão, o serviço conta neste ano com 634 participantes em seu total, sendo 200 dessas pessoas, mulheres adultas.

O Secretário Municipal de Assistência Social, Elton Teixeira, ressaltou a importância dos esclarecimentos acerca do assunto. “É fundamental esse tipo de debate, tanto como esclarecimento quanto forma de apoio às mulheres que sofrem com a violência doméstica. O serviço de convivência é um dos principais que oferecemos nos equipamentos de proteção básica”, afirmou.

A moradora do bairro Campo da Banha, Narcisa da Conceição, de 77 anos, participou do encontro e disse que o grupo a ajuda a entender melhor as relações em todos os aspectos. "Hoje nós discutimos a relação entre marido e mulher, filho e mulher, mas eu acho que em todos os relacionamentos deve haver respeito. Isso é direito de todo mundo, mas eu aplaudo de pé a iniciativa", afirmou a aposentada.

No próximo dia 28, outra palestra será realizada na mesma temática, mas dessa vez no Centro de Referência de Assistência Social Nova Cidade, às 14h. Para os interessados nesses grupos, que exercitam diariamente a mudança da realidade do cidadão, basta ir até o CRAS mais próximo ou até a Secretaria Municipal de Assistência Social, que fica na Rua Eugênio Castanheira, nº 176, no bairro Centro, para providenciar a inclusão no Cadastro Único (CadÚnico). O documento necessário para iniciar é a identidade, depois a equipe solicita os demais. O telefone para contato é (21) 2665-8322. 
26/03/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages