Mulheres que comem muito fast-food e poucas frutas levam mais tempo para engravidar - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

06/05/2018

Mulheres que comem muito fast-food e poucas frutas levam mais tempo para engravidar


Um estudo da Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia revelou que mulheres que comem poucas frutas e muito fast-food levam mais tempo para engravidar e têm menor probabilidade de iniciar uma gestação em um período de um ano.

Ao analisar o impacto da dieta na infertilidade, os pesquisadores identificaram que, para as mulheres que consumiam menos frutas, o risco de não conseguir gerar um bebê passou de 8% para 12%. Já a ingestão constante de fast-food por quatro ou mais vezes por semana fez com que o risco de infertilidade passasse de 8% para 16%.

5.598 MULHERES ANALISADAS

Segundo a pesquisa, mulheres que ingeriram frutas de uma a três vezes no prazo de um mês demoraram mais para engravidar na comparação com aquelas que haviam comido fruta três ou mais vezes por dia no mesmo período.

— Esses resultados mostram que ter uma dieta de boa qualidade, que inclui frutas e minimiza o consumo de fast-food, melhora a fertilidade e reduz o tempo para conseguir engravidar — afirmou Claire Roberts, pesquisadora que coordenou o estudo.

No total, foram analisadas 5.598 mulheres no Reino Unido, na Irlanda, na Nova Zelândia e na Austrália. As gestantes, que estavam na primeira gravidez, foram entrevistadas por parteiras que perguntaram sobre suas dietas. Entre as participantes, 94% não tinham recebido tratamento de fertilidade.

Foram considerados fast-food alimentos como pizza, frango frito, batata frita e hambúrguer, comprados em lanchonetes ou deliveries. Comidas como essas compradas no mercado e consumidas em casa não foram levadas em consideração.

— Ajustamos as relações com a dieta pré-gravidez para levar em conta vários fatores conhecidos por aumentar o risco de infertilidade, como índice de massa corporal (IMC) e idade materna, tabagismo e consumo de álcool. Como a dieta é um fator modificável, os resultados apontam a importância de considerar a dieta anterior à concepção para respaldar uma gestação no tempo ideal para as mulheres que planejam engravidar — afirmou Jessica Grieger, autora principal da pesquisa.

Com informações do Jornal Extra
06/05/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages