Belford Roxo promove campanha de conscientização contra o uso do tabaco - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

31/08/2018

Belford Roxo promove campanha de conscientização contra o uso do tabaco

Belford Roxo faz campanha de conscientização contra o uso do tabaco

BELFORD ROXO - Conscientizar e mobilizar a população sobre os riscos decorrentes do uso do cigarro. Este foi o objetivo da Semana Nacional de Combate ao Fumo, que foi promovida pela Prefeitura de Belford Roxo, através das Secretarias de Saúde e de Promoção e Proteção à Saúde. A campanha educativa foi realizada em vários locais da cidade, desde o último dia 28. Equipes do Programa Municipal de Combate ao Tabagismo estiveram na Policlínica Neuza Goulart Brizola, no Centro, distribuindo folhetos explicativos e informando sobre os malefícios causados pelo uso do cigarro.

De acordo com o secretário de Promoção e Proteção à Saúde, Robson Sarmento, ações como esta são muito importantes. “É necessário conscientizar a população de que o uso constante do tabaco é nocivo, podendo causar dependência em virtude da presença de nicotina e desencadear várias doenças, como infarto, enfisema pulmonar, derrame e câncer”, explicou. 

Belford Roxo conta com o Programa Municipal de Combate ao Tabagismo, em parceria com o Instituto Nacional do Câncer (Inca) e os Governos Federal e Estadual, que funciona em seis policlínicas: Neuza Goulart Brizola, Santa Maria, Nova Aurora, Heliópolis, Parque São José e Parque Amorim. Não há estatística sobre os participantes do programa, pois há os grupos em andamento e grupos de manutenção. Mais de 70 pacientes foram atendidos neste quadrimestre e este número deve chegar a 90, de acordo com as coordenadoras do programa, a médica Sandra Madeira e a enfermeira Raquel Calixto. “Nosso programa conta com uma equipe multidisciplinar formada por médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionista. Realizamos palestras e o tratamento. Apesar de todos os esforços, ainda há muitas pessoas resistentes e que abandonam o tratamento. Lutamos para que isso não aconteça”, informou Raquel Calixto.

Inscrições nas policlínicas

As inscrições para o programa – além do tratamento - são feitas nas próprias policlínicas e ficam abertas durante todo o ano. À medida que vai abrindo vagas, os pacientes vão sendo encaixados. Ao se inscrever, o usuário passa por uma entrevista sobre sua vida como fumante e é inserido em grupos de reuniões. Após as reuniões, cada usuário é avaliado individualmente para definir se precisará ou não fazer uso de adesivos. A cada 15 dias o usuário volta para relatar como está sua rotina sem o cigarro. Somente seis meses sem fumar nenhum cigarro é que o paciente terá alta.

A dona de casa Vanessa Cristina Dias Marinho, de 23 anos, esteve na Policlínica Neuza Brizola e recebeu o folheto explicativo da campanha. “Não sou fumante, mas conheço alguns amigos que fumam e sei que o cigarro faz muito mal à saúde. É importante participar de campanhas educativas”, finalizou.

Dados sobre o Tabagismo

No Brasil, 200 mil mortes anuais são causadas pelo tabagismo. Hoje, 18,8% da população brasileira com mais de 15 anos é fumante. O tabagismo é considerado a principal causa de morte evitável em todo o mundo. A OMS estima que 1 bilhão e 200 milhões de pessoas sejam fumantes. O total de mortes devido ao uso do tabaco atinge 4,9 milhões de mortes anuais. Infarto, câncer, derrame cerebral, são algumas doenças relacionadas ao consumo do tabaco.

31/08/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages