Polícia e Exército encontram cemitério clandestino usado por milicianos de Itaguaí - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

06/08/2018

Polícia e Exército encontram cemitério clandestino usado por milicianos de Itaguaí


Policiais da 50ª DP (Itaguaí), com o apoio do DGPB, das Forcas Armadas e da Brigada de Cães do Corpo de Bombeiros (CBMERJ), deflagraram, na sexta-feira (03/08), a segunda fase da operação “Freedom”.

A ação foi realizada no município de Itaguaí, na Baixada Fluminense e contou com o apoio logístico do Batalhão de Engenharia do Exército, com grande estrutura (duas retroescavadeiras, oito caminhões, tratores e detectores de metal) e de Batalhões do Corpo de Bombeiros, que disponibilizou cães farejadores de cadáveres, os quais foram fundamentais à operação. 

Após a filtragem de informações colhidas com a operação “Freedom”, agentes da 50ª DP com o apoio dos militares, após seis horas de buscas e escavações, conseguiram localizar um cemitério clandestino, onde milicianos enterravam seus rivais e dissidentes.

No local foram localizadas cinco ou seis ossadas, que estão passando por perícia técnica para a exata identificação das vítimas, e também dos autores dos homicídios. 

Também foi identificado o tribunal da milícia. O local, situado em Chaperó, era utilizado para conduzir as vítimas, que eram submetidas a um julgamento, sendo geralmente executadas - a mando de “Ecko”, “Sargento Antônio” ou Benevides. Pelo menos um deles sempre estava presente para decidir sobre os julgamentos e por vezes também executar as vítimas. 

Após a descoberta do cemitério, a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (D HBF) foi acionada para periciar o local, bem como para ajudar na identificação das vítimas e autores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages