Polícia prende acusado de atear fogo em duas mulheres enquanto elas dormiam em Magé - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

24/10/2018

Polícia prende acusado de atear fogo em duas mulheres enquanto elas dormiam em Magé


Policiais Civis prenderam Mateus do Nascimento Chaves, acusado de tentativa de feminicídio, homicídio consumado e incêndio. O fato aconteceu após uma discussão entre ele e a esposa Gesilaine Batista (20 anos), no dia 7 de outubro, dia do primeiro turno das eleições.

Quando ela disse que não voltaria para casa, Mateus ficou revoltado e começou a agradí-la violentamente, a derrubando no chão com uma pontapé, além de aplicar vários socos e chutes na vítima, mesmo depois de caída no chão.

As agressões só não prosseguiram porque familiares do próprio agressor impediu o massacre. À noite, Gesilaine foi dormir na casa de sua mãe, deitando-se na cama juntamente com sua irmã Gislaine Batista Da Silva (22 anos), no quarto desta, que tem um buraco na parede, que fica tapado com espuma de colchão.

Durante a madrugada, Gesilaine acordou com seu corpo molhado e forte cheiro de gasolina. Ela disse ter visto Mateus através do buraco na parede, segurando uma tocha de fogo, feita com papel, jogando-a em cima das irmãs.

O fogo se alastrou sobre as pessoas e parte da casa também começou a queimar. O fogo no corpo das vítimas foi apagado por familiares.

Gislaine morreu oito dias depois, no dia 15 de outubro, no Hospital Estadual Adão Pereira Nunes (Hospital Geral de Saracuruna),em Duque de Caxias, em virtude das queimaduras sofridas. Gesilaine ainda se encontra internada no Setor de Tratamento de Queimados do Hospital do Andaraí.

Prisão de Mateus

A constante troca de informações entre policiais civis lotados na 66ª Delegacia Policial – Piabetá e na Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) resultou no cumprimento de mandado de prisão temporária (30 dias) expedido pela Vara Criminal/Tribunal do Júri da comarca de Magé contra Mateus do Nascimento Chaves.

Ele foi casado com a vítima, Gesilaine durante 06 anos, sendo que ela, manifestava o desejo de acabar com o relacionamento. Por medo dele, foi adiando a decisão, junto com sua filha de três anos. No dia da discussão, 7 de outubro, tudo acabou de forma trágica.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

Com informações do Jornal de hoje
24/10/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages