Estrutura de agência bancária incendiada em Mesquita não está comprometida, atesta Defesa Civil - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

23/12/2019

Estrutura de agência bancária incendiada em Mesquita não está comprometida, atesta Defesa Civil


A Defesa Civil de Mesquita acaba de realizar uma avaliação no interior da agência do Banco do Brasil, localizada na rua Prefeito José Montes Paixão, no Centro da cidade. Durante a madrugada desta segunda-feira, dia 23 de dezembro, assaltantes incendiaram o local. Eles também atearam fogo em um ônibus no Viaduto Cantor e Compositor Dicró, a poucos metros dali, para facilitar a fuga e garantir que policiais tivessem dificuldade para acessar a região. Depois de avaliar o imóvel, a equipe da Defesa Civil concluiu que não houve danos estruturais e o espaço foi liberado. O trânsito no Centro da cidade também já se encontra normalizado.



“Temos uma base que funciona 24 horas no centro da cidade. Desde cedo, a Defesa Civil de Mesquita ficou à disposição no local, dando suporte à equipe da Polícia Civil. Porém, a avaliação estrutural só poderia ser realizada após a liberação da perícia da polícia”, explica o secretário municipal de Infraestrutura, Mobilidade e Serviços Públicos de Mesquita, Rholmer Louzada Júnior.

Fotos: Yuri Mello/PMM
Risco de explosão

Mais cedo, o local foi vistoriado pelo esquadrão antibombas e o grupo chegou a localizar um artefato que não explodiu dentro da agência bancária. Ao longo de toda a manhã e tarde desta segunda-feira, o trânsito ficou totalmente interditado na Rua Prefeito José Montes Paixão, no trecho entre a Rua Arthur de Oliveira Vecchi e a Rua Heitor da Costa Val; e na Rua Ônix, entre a Rua Maria Mendes Vecchi e a Rua Prefeito José Montes Paixão. A liberação para pedestres e automóveis circularem foi feita apenas às 17 horas, após encerrada a vistoria da Defesa Civil de Mesquita.



“Acompanhamos as atividades, isolamos a área e aumentamos o perímetro de isolamento após constatada a existência de artefato com risco de explosão. Em função desse perigo, a Ordem Pública de Mesquita solicitou o fechamento do comércio no entorno. Enquanto a perícia da Polícia Civil não terminava, fizemos vistorias nos imóveis daquela área, para verificar se a estrutura de nenhum deles havia sido afetada. Mas não foi constatado nenhum risco estrutural”, explica Alex Cruz, diretor de Minimização de Desastres da Defesa Civil de Mesquita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages