Mesquita monta a primeira unidade exclusiva da Baixada para atender casos de coronavírus - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

3.26.2020

Mesquita monta a primeira unidade exclusiva da Baixada para atender casos de coronavírus


O município de Mesquita abriu, já na segunda-feira, dia 23 de março, um polo de atendimento exclusivo para Covid-19. O espaço, localizado na Avenida União 525, no bairro Santa Terezinha, está pronto para receber pacientes com sintomas do novo coronavírus, para diagnóstico e encaminhamento ao tratamento adequado. O funcionamento é diário, das 8h às 20h.



“Temos profissionais preparados para receber essas pessoas em toda a nossa rede municipal. Nesse polo, no entanto, os esforços são unicamente para auxiliar quem apresenta sintomas e precisa de um diagnóstico clínico. Tudo aqui foi planejado especificamente para isso”, frisa o prefeito Jorge Miranda.

O polo de atendimento exclusivo para Covid-19 é fruto de uma parceria que a Prefeitura de Mesquita mantém com a Fiocruz. Entre outras atividades, ela já trouxe para Mesquita o Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família. Agora, com esse novo polo, a intenção é combater o avanço da Covid-19 em Mesquita e na Baixada Fluminense, de forma geral, já que se trata de uma região com bastante deslocamento intermunicipal. Para isso, os profissionais atuam no espaço realizam uma triagem para avaliar se é necessária a internação do paciente ou se, em casos leves, a pessoa pode ser liberada para manter a quarentena de 14 dias em casa.



“Essa é uma estratégia que já foi realizada pelo Ministério da Saúde na época da H1N1 e também para a dengue. Um bom planejamento das prefeituras municipais e das secretarias estaduais pode ajudar bastante o SUS nesse momento”, avalia Daniel Soranz, professor e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz, que acompanhou no fim de semana o treinamento dos profissionais do polo e, nesta manhã, o início das atividades.



O atendimento é feito por uma equipe com 10 profissionais de saúde, incluindo médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. Eles já foram preparados para o diagnóstico clínico dos pacientes. E, em caso de necessidade, encaminhar os casos mais delicados para a UPA de Edson Passos ou um hospital estadual.



“Nós mesmos faremos esse encaminhamento, levando os pacientes às unidades para testes ou até mesmo internação. Nos casos de sintomas mais leves, colheremos os dados desses pacientes para que, enquanto eles estiverem em quarentena, se protegendo e evitando o contágio de outras pessoas, possamos monitorá-los via telefone e internet”, explica Dr. Emerson Trindade, secretário municipal de Saúde de Mesquita.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

26/03/2020
Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages