Fiscalização fecha estabelecimentos considerados não essenciais em Nova Iguaçu - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

15/05/2020

Fiscalização fecha estabelecimentos considerados não essenciais em Nova Iguaçu


A Prefeitura de Nova Iguaçu segue fiscalizando o comércio no Calçadão e no seu entorno, que está com seu acesso bloqueado por 13 barreiras sanitárias, permitindo a passagem apenas de pessoas que procuram os serviços considerados essenciais. Nesta sexta-feira (15), agentes da Ordem Pública da Secretaria de Segurança Pública fecharam quatro lojas localizadas dentro de uma galeria na Avenida Marechal Floriano Peixoto que, por venderem acessórios para celulares e equipamentos de informática, não poderiam estar abertas. Somente um restaurante no local, que obedecia com seu atendimento limitado a 30% de sua lotação, permaneceu funcionando.

“Em caso de reincidência de um comerciante desta galeria abrir novamente sua loja, vamos fechar todo o local, com um fiscal emitindo um auto de infração e multa”, afirma o subsecretário de Segurança Pública de Nova Iguaçu, Carlos Meireles Martins Júnior.

Neste fim de semana, agentes da Ordem Pública da Secretaria de Segurança Pública irão aumentar a fiscalização nos bairros de Comendador Soares, Austin e Miguel Couto. Durante a ação serão montadas barreiras em regiões com centros comerciais movimentados. Haverá fechamento de trânsito parcial em Comendador Soares, com fiscalização mais rígida do comércio não essencial, com apoio da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Transporte, Trânsito e Mobilidade Urbana (SEMTMU), para realizar o fechamento das vias.

Já em Austin e Miguel Couto não haverá fechamento de ruas, mas a Segurança Presente e um efetivo reforçado de agentes da Ordem Pública da Secretaria de Segurança Pública darão apoio para atuar de forma mais rigorosa no comércio das duas regiões.

A Prefeitura de Nova Iguaçu vem tomando uma série de medidas para conter o avanço da Covid-19 no município. Elas estão ainda mais rígidas desde segunda-feira (11), quando teve início a restrição parcial aos acessos do Calçadão, um dos principais polos comerciais da cidade. Foram montadas, com grades, 13 barreiras sanitárias para que as pessoas só circulem no local em busca de serviços essenciais. O controle de acesso feito por agentes da Ordem Pública da Secretaria de Segurança Pública, com apoio da Guarda Ambiental, Segurança Presente e Polícia Militar. Somente quatro barreiras estão permitindo a entrada e saída de pessoas. Todos os demais pontos de bloqueios não permitem passagem.

As quatro barreiras sanitárias que têm acesso de entrada e saída de pessoas são as seguintes:

– Avenida Governador Amaral Peixoto com Rua Doutor Barros Júnior;

– Avenida Governador Portela com Rua Coronel Francisco Soares;

– Avenida Nilo Peçanha com Avenida Marechal Floriano Peixoto;

– Avenida Nilo Peçanha com Via Light.

O objetivo da ação nas imediações de um dos principais pontos de movimentação do Centro do município, que acontecerá inicialmente até o dia 20 de maio, de segunda-feira a sábado, entre 5h30 às 18h, é diminuir o fluxo de pessoas no local e conscientizá-las para que elas só circulem no local em busca de serviços essenciais. A população também pode ajudar o poder público denunciando lugares irregulares pelo Disk Aglomeração, no número de WhatsApp (21) 99139-1338, pelo telefone (21) 2666-0175 ou e-mail: denuncia@semseg.com.br. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

cel

Post Bottom Ad

Pages