Dez homens são presos em operação contra pornografia infantil e abusos contra crianças na Baixada - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

30/08/2018

Dez homens são presos em operação contra pornografia infantil e abusos contra crianças na Baixada

Por Eduardo Tchao e Bruno Albernaz/ Foto: Fabiano Rocha / Agência O Globo

Polícia Civil do Rio prendeu dez homens em flagrante em uma operação contra a pornografia infantil e abusos contra crianças na manhã desta quinta-feira (30). A ação visa cumprir 29 mandados de busca e apreensão em cinco cidades da Baixada Fluminense: Seropédica, Belford Roxo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e São João de Meriti.

A investigação usou recursos de informática para rastrear a navegação dos pedófilos na internet. Alguns fazem parte de uma rede internacional de distribuição de imagens pornográficas com crianças e adolescentes.

"O perfil das vítimas geralmente é mais pra crianças e bebês. Essas pessoas que praticam esse crime são do âmbito de convivência com essas vítimas. São pessoas comuns e do dia dia. O pedófilo não tem cara. Ele pode estar mais perto do que você imagina, dentro de convívios familiares. Tem pedófilo que trabalha em supermercado, entre outros lugares do dia a dia", explica a delegada Fernanda Fernandes.

Segundo a polícia, uma análise será feita nos próprios locais onde serão realizadas as buscas e, se for constatado conteúdo de pedofilia em dispositivos eletrônicos, os donos dos aparelhos serão presos em flagrante.

De acordo com a delegada, as investigações duraram cinco meses. "No curso da investigação nos deparamos com esses 29 alvos e havia alguns integrantes da rede internacional de pornografia infantil".

Ainda segundo a delegada, é crime armazenar, gravar e produzir vídeos com atos sexuais e cenas pornográficas envolvendo criança e adolescente.

"Esses dispositivos onde forem encontrados esse tipo de arquivo serão apreendidos e as pessoas serão rpesas em flagrante e trazidas para a Cidade da Polícia", afirmou Fernanda.

A pena prevista para o crime é de seis anos de prisão e pagamento de multa.

Com informações do G1
30/08/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages