Ações gratuitas de saúde marcam Dia Mundial do Diabetes em Queimados - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

15/11/2018

Ações gratuitas de saúde marcam Dia Mundial do Diabetes em Queimados


O Dia Mundial do Diabetes Mellitus foi marcado por ações de conscientização e oferta de serviços gratuitos de saúde, nesta quarta-feira (14), em Queimados. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou cerca de 500 verificações de glicemia e pressão arterial na Praça Nossa Senhora da Conceição e na Clínica da Família Pastor Júlio Alves Sena, no bairro Fanchem. A população também recebeu orientações sobre reeducação alimentar e pôde se vacinar contra a febre amarela.

Com casos da doença na família, a aposentada Conceição Galdina (64), aproveitou que passava pela Praça para verificar a glicemia. “Infelizmente eu perdi a minha irmã com essa doença, por isso, estou sempre indo ao médico para me consultar. Sou hipertensa e já faço o tratamento no Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes (CETHID)”, disse a moradora do bairro Palhada, em Nova Iguaçu.

A coordenadora do programa de Hiperdia, Dayane Félix, explicou a diferença dos níveis encontrados nos testes de glicemia. “É considerado normal caso o exame de glicose em jejum seja inferior a 99 mg/dl. Caso o resultado fique entre 100 e 125, o paciente é considerado pré-diabético. Já de 126 em diante a doença é confirmada”, concluiu.

A diabetes é uma doença crônica e aparece quando o corpo não produz a quantidade essencial de insulina para que o açúcar do corpo se mantenha normal. Existem dois tipos de diabetes mellitus, que são: Tipo 1, presente em 10% dos diabéticos e na qual o indivíduo produz pouca ou nenhuma insulina e precisa de injeções diárias.

Já o tipo 2, que é mais comum depois dos 30 anos em pessoas obesas e idosas, o pâncreas continua a produzir a insulina, mas o organismo se torna resistente aos seus efeitos.

Mal também assola os pequenos

O Brasil ocupa o terceiro lugar no ranking dos países com diagnósticos de diabetes infantil. São aproximadamente 300 mil casos de acordo com a Federação Internacional de Diabetes. Diante deste número alarmante, a Secretária Municipal de Saúde, Drª Lívia Guedes, afirma que é necessário que os pais atentem para a alimentação dos filhos.

“É necessário incentivá-los a comer coisas mais saudáveis, ricas em nutrientes e com menos açúcar. Assim, além da diabetes, ajudam também na prevenção da obesidade”, explicou a gestora.

O município disponibiliza 19 unidades de saúde para tratamento da doença, entre elas o CETHID (Centro Especializado no Tratamento de Hipertensão e Diabetes), no bairro Vila Pacaembu e o Centro de Especialidades Médicas, no bairro Fanchem. Para ter acesso ao atendimento, basta procurar a unidade de saúde mais próxima com identidade, CPF, comprovante de residência e cartão do SUS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages