MP quer proibição de mesas, cadeiras e alimentos dentro da cachoeira de Tinguá, em Nova Iguaçu - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad

PUBLICIDADE

16/01/2019

MP quer proibição de mesas, cadeiras e alimentos dentro da cachoeira de Tinguá, em Nova Iguaçu


NOVA IGUAÇU - A reportagem do Jornal Destaque Baixada entrou em contato com assessoria do Ministério Público Federal (MPF), que informou, que a intenção não é proibir os banhistas de frequentar a região de Tinguá, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.



De acordo com assessoria, donos de sítios vem utilizando mesas e cadeiras dentro da cachoeira, onde muitos banhistas acabam levando bebidas e alimentos para dentro da água. Pela lei, a Reserva Biológica de Tinguá, é uma unidade de conservação de proteção integral, o que torna a visitação proibida, exceto quando houver objetivo educacional ou para atividades de pesquisas devidamente autorizadas pelo ICMBio.

Desta forma, a visitação e a recreação na Reserva Biológica do Tinguá são proibidas. A demanda por balneários fluviais da população que frequenta Tinguá pode ser suprida pelos sítios de lazer do entorno. O Ministério Público Federal já solicitou ao ICMBIO que intensifique a fiscalização na região para prevenir que os frequentadores da região avancem sobre a área da reserva e verifique o despejo de esgoto irregular das casas.


Nesta época do ano, a região recebe muitos turistas e se não houver uma fiscalização firme, a reserva corre perigo. Restos de alimentos, garrafas e latas estão sendo encontrados em partes da cachoeira, isso pode acarretar de forma negativa na natureza.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

Por Redação Jornal Destaque Baixada
16/01/2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages