Ovos produzidos pela Prefeitura são distribuídos de graça para instituições de Itaguaí - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad

PUBLICIDADE

13/03/2019

Ovos produzidos pela Prefeitura são distribuídos de graça para instituições de Itaguaí


Frito, cozido, mexido, poché, tanto faz. O ovo é um alimento universal e dificilmente não está presente no dia a dia da alimentação das pessoas. Além de ser fácil de preparar, possui nutrientes importantes. Em Itaguaí, a Prefeitura implementou o Sistema Agroecológico de Produção de Ovos, que hoje é responsável pelo abastecimento de instituições do município. Semanalmente, são distribuídos cerca de 900 ovos para o Hospital São Francisco Xavier; abrigos de idosos e infanto-juvenis; e para APAE.



Quando assumiu a Secretaria de Agricultura e Pesca no início de 2017, o secretário Jaílson Barboza encontrou um cenário completamente diferente do atual. Segundo ele, os animais estavam em um estado que a única opção era o descarte. Porém, ele acreditou que seria possível recuperar as galinhas e fazer algo a mais naquele espaço onde hoje fica o Sistema Agroecológico de Produção de Ovos.

- Quando chegamos só havia 60 galinhas e todas em péssimas condições. Com força de vontade e dedicação, conseguimos recuperar os animais. Graças a parceria de empresários que visitaram o projeto e se ofereceram para ajudar, conseguimos obter os resultados que temos hoje. Todos nós ficamos felizes em poder ver que os ovos ajudam realmente a quem precisa – destacou Jaílson.



A zootecnista Priscila Massi é a responsável pelo Sistema Agroecológico de Produção de Ovos. Todos os dias ela recolhe em média 150 ovos. Ela explica que a produção varia de acordo com a idade. Segundo a profissional, o ciclo de vida das aves é de 80 semanas e a partir da vigésima semana elas já começam a dar ovos.


- Hoje temos dois lotes com 100 galinhas cada. Elas são separadas de acordo com a idade. As mais novas chegam a uma produção de 80%, enquanto as mais velhas ficam em cerca de 50%. O recolhimento dos ovos acontece quatro vezes ao dia, sendo duas na parte da manhã e duas à tarde. É importante manter o ninho sempre limpo e fazer um acompanhamento dos animais, que chamamos de manejo, para evitar a contaminação – contou Priscila.

Um dos diferenciais do projeto é a qualidade do produto utilizado na alimentação dos animais. A Secretaria de Agricultura e Pesca só usa ração de primeira linha. Para isso, conta com o patrocínio do Grupo Luar, que compra e entrega o material todo mês. A alimentação alternativa ainda envolve hortaliças e pequenas frutas que caem dos pés de árvore do local. Além disso, os animais são vermifugados uma vez por mês com folha de bananeira.

A Associação de Pais e Amigos Excepcionais (APAE) de Itaguaí é uma das instituições que recebem semanalmente os ovos produzidos pela Prefeitura. A presidente Sueli Pereira da Costa conta que o alimento é servido duas vezes por semana, seguindo o calendário nutricional preparado para os alunos.

- É uma ideia que deu muito certo e está nos ajudando a economizar. Servimos uma média de 70 a 80 refeições diariamente. Então incluímos o ovo duas vezes por semana no nosso cardápio. Eles adoram. O ovo é delicioso e não altera o paladar. Também utilizamos os ovos na cozinha experimental, onde os alunos preparam bolos e biscoito. Quando sobra algo, distribuímos para os pais e responsáveis. É uma forma de evitar que se estraguem – frisou a presidente da APAE Itaguaí.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

13/03/2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages