Hospital da Posse é credenciado em mais quatro novos programas de residência médica - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

1.17.2020

Hospital da Posse é credenciado em mais quatro novos programas de residência médica


Referência no atendimento de urgência e emergência na Baixada Fluminense, o Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI) foi credenciado pelo Ministério da Educação (MEC), por intermédio da Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM), em quatro novos programas de especialização: Infectologia, Medicina de Emergência, Medicina Intensiva e Emergência Pediátrica. A aprovação aconteceu no início de janeiro, após a da visita do núcleo responsável pela residência médica no Estado do Rio de Janeiro, realizada em novembro do ano passado. Com isso, o HGNI chega a dez programas de residência médica disponíveis.



Foram liberadas duas vagas para cada um dos quatro novos programas de residência médica. As especialidades de Infectologia e Medicina de Emergência tem acesso direto para os médicos graduados. Já a Medicina Intensiva tem como pré-requisito a formação em Clínica Médica, Cirurgia Geral ou Anestesiologia, enquanto a Emergência Pediátrica pede formação prévia em Pediatria.

Com a aprovação dos programas junto ao MEC, o HGNI, que tem certificação de Hospital de Ensino, já solicitou as bolsas de remuneração ao Ministério da Saúde. A previsão é que os novos programas recebam os residentes em 2021. “Isso vai fortalecer a formação de bons médicos especialistas para atender uma região com mais de 3 milhões de habitantes. Faz com que o hospital estimule o aprendizado, que faça a atualização dos médicos estafes e aumenta ainda mais as condições de formação. Além do médico, quem também ganha com estes programas são os pacientes”, destaca o diretor geral do HGNI, Joé Sestello, que relembrou o uso da Rede Universitária de Telemedicina (RUTE) para a formação. “Vamos conectar esses médicos com o mundo inteiro e auxiliar ainda mais em sua formação de especialista”.



De acordo com Eduardo Vaz, coordenador da Comissão de Residência Médica (Coreme) do HGNI, a chegada dos novos programas é importante para o hospital. “Representa que o hospital é qualificado para o ensino, e para o município também é importante, porque o HGNI está treinando em serviço médicos especialistas que vão atender a população com mais qualidade”, ressalta ele.

Além dos quatro novos programas de residência médica, o HGNI tem outros seis disponíveis: Clínica Médica, Cirurgia Geral, Anestesiologia, Ortopedia e Traumatologia, Pediatria, Obstetrícia e Ginecologia, sendo os dois últimos realizados em conjunto com a Maternidade Mariana Bulhões. Atualmente, 52 médicos residentes de primeiro, segundo e terceiro anos realizam sua especialização. A expectativa é que novos residentes cheguem à maior emergência da Baixada Fluminense no início de março, pois foi realizado, no último domingo (12), o concurso organizado pelo Núcleo Estadual de Residência Médica.


A lista de aprovados será divulgada entre os dias 10 e 13 de fevereiro. A bolsa é paga pelo Ministério da Saúde, não tendo custos para o hospital. A carga horária do residente é de 60 horas semanais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages