Câmara aprova lei que cria Banco de Achados e Perdidos em Belford Roxo - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

5.19.2021

Câmara aprova lei que cria Banco de Achados e Perdidos em Belford Roxo


Nas redes sociais é comum ver pessoas informando sobre a perda de documentos e pedindo para entrar em contato caso os mesmos sejam encontrados. Pensando em diminuir esse problema, o vereador Dudu Canella conseguiu aprovar na Câmara Municipal de Belford Roxo o projeto de lei 01/2021, que autoriza o Poder Executivo a criar o Banco de Achados e Perdidos. A entrega dos documentos encontrados será feita nos 13 Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do município.

De acordo com o projeto, a pessoa que perder o documento deverá ir ao Cras para fazer um cadastro com seus dados, como por exemplo, nome e telefone de contato para que o centro a avise quando encontrar o documento. Após 90 dias, os itens do Banco de Achados e Perdidos não retirados serão encaminhados para a sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, Cidadania e Mulher.


O vereador Dudu Canella explicou que escolheu colocar o Cras como local para a entrega dos documentos encontrados porque os centros de referência funcionam em diversos bairros, facilitando assim o acesso das pessoas que forem entregar ou procurar os documentos.


Dudu Canella frisou que a ideia surgiu durante a campanha quando um colega perdeu os documentos e o questionou para quando se elegesse fizesse um projeto para que o Banco de Achados e Perdidos fosse instalado nas cinco subprefeituras do município. Eleito, Dudu pegou a ideia e a aperfeiçoou. “Vejo nas redes sociais pessoas desesperadas com a perda de documentos. O município não tinha um ponto fixo para a entrega de documentos encontrados na rua, ônibus ou outros locais. Resolvi escolher os Cras, pois eles estão situados em diversos bairros, facilitando assim a entrega. Se não fosse para mudar a vida das pessoas, não faria sentido estar aqui”, argumentou Dudu.




A Secretaria de Assistência Social, Cidadania e da Mulher editou normas para regulamentar os procedimentos para o recebimento e entrega dos documentos do Banco de Achados e Perdidos. A secretária Brenda Carneiro destacou a importância das regras para que o trabalho seja executado com transparência. “O projeto aprovado na Câmara é importante, pois muitas pessoas perdem documentos e não dispõem de um local de referência para procurá-los. Os Cras agora estão estruturados para fazer este trabalho fundamental para os moradores de Belford Roxo”, frisou Brenda Carneiro.


TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI


19/05/2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages