Belford Roxo realiza encontro para discutir a endometriose - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

6.10.2021

Belford Roxo realiza encontro para discutir a endometriose


A Prefeitura de Belford Roxo, através da Secretaria de Saúde, realizou nesta quinta-feira (10-06), na Clínica da Mulher, um encontro com café da manhã com alimentos específicos e selecionados para falar sobre a endometriose e qualidade de vida da mulher. Especialistas da área tiraram dúvidas e deram informações úteis aos pacientes.

De acordo com a secretária Especial de Atenção à Saúde da Mulher, Priscila Musser, na Clínica da Mulher a paciente faz todo o tratamento acompanhada por uma equipe multidisciplinar formada por: ginecologista especializada, psicólogo, nutricionista, terapeuta ocupacional, ambulatório da dor, massoterapeuta e fisioterapia pélvica. “Para agendar, a mulher deve comparecer no local com a identidade, CPF, comprovante de residência e cartão do SUS. Dúvidas pelo telefone 993949492”, informou.

A deputada federal Daniela do Waguinho prestigiou o evento, visitou a Clínica da Mulher e aproveitou para anunciar um livro sobre a endometriose que está para lançar. “Uma das minhas bandeiras são os serviços voltados para a mulher em todos os aspectos. Decidi fazer uma lei para destacar mais a doença que foi aprovada, mas se encontra no Senado esperando ser sancionada. Ela consiste em denominar o dia 13 de março para a luta contra a endometriose”, explicou a deputada.




Durante o encontro, a secretária de Assistência Social, Cidadania e Mulher, Brenda Carneiro, anunciou o projeto Estação Mulher. “Será um ônibus itinerante que vai circular nos bairros levando serviços de saúde, assistência e educação, que já são ofertados no município, às mulheres que não têm acesso. Será uma parceria com a equipe do Hospital Fluminense e Clínica da Mulher”, ressaltou.




A médica da Clínica da Mulher que trabalha no tratamento de endometriose,Fernanda Monerar, destacou que a doença demora a ser diagnosticada de 7 a 10 anos, e as mulheres passam, em média, por cinco médicos até a confirmação. “E aí começam as dúvidas do tratamento e se tem cura. Sou portadora da endometriose, abraço a causa e minha vida mudou depois do tratamento e quando comecei a me cuidar”, disse.




O tratamento realizado para a endometriose é uma parceria da Clínica da Mulher com o Hospital Fluminense. O diretor médico Raphael Abdala explicou como funciona o espaço. “Quando criamos o polo foi para agilizar o diagnóstico. Com uma equipe multidisciplinar são feitos os exames a partir da consulta”, resumiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages