Criminosos usam buraco para atacar e roubar pessoas em Nova Iguaçu - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

13/04/2018

Criminosos usam buraco para atacar e roubar pessoas em Nova Iguaçu

FOTO; DAVI DE CASTRO

Com a retirada dos vendedores ambulantes e o corte de iluminação pública, o “Buraco do Getúlio”, como é conhecida a passagem subterrânea sob a linha férrea no centro de Nova Iguaçu, se tornou o local preferido de assaltantes para atacar pessoas e para fazer necessidades fisiológicas.

Os ataques da bandidagem começaram no final da tarde de quarta-feira (11), quando a travessia ficou totalmente escura, afugentando os ambulantes. Na tentativa de enxergar um palmo diante do nariz, o pedestre que acende a lanterna do celular, ficava sem ele e outros pertences no mesmo instante.

A passagem subterrânea, que liga os dois lados da cidade, é a travessia preferida de quem está no centro. Ela está situada em frente à rua Floresta Miranda, pelo lado da rua Bernardino de Melo e, do outro lado da linha, fica em frente à rua Coronel Francisco Soares, pelo lado da avenida Marechal Floriano Peixoto, cujas artérias são as mais movimentadas do centro da cidade. Segundo ambulantes que trabalham nas imediações, na Bernardino de Melo, mais de 5 mil pessoas fazem o vai-e-vem de um lado para outro de Nova Iguaçu, todos os dias, usando a travessia do “Buraco do Getúlio”. De acordo com Gerson Flores das Neves, 25 anos, que trabalha pelo lado da Bernardino de Melo, “a travessia era tranquila até tarde de quarta-feira (11) antes de cortarem a iluminação”, frisa. “Assim que ficou no escuro total, igual breu, a gente só via gente sair gritando lá dentro e saindo assustada, sem o telefone e os pertences, pedindo socorro, dizendo que o ladrão levou tudo”, completa.

Bandidos levam celulares

Pelo lado da Marechal Floriano Peixoto, não foi diferente e muita gente considera “covardia da prefeitura de Nova Iguaçu”, não apenas a retirada dos ambulantes, mas a permissão para o corte da iluminação pública da travessia. “Uma falta de sensibilidade muito grande do prefeito da cidade, retirar os ambulantes, que matinha o local limpo e higienizado, e ainda mandar cortar a iluminação quer servia à passagem de pedestres”, reclama Alzira Mello de Freitas, 48 anos. “Agora os assaltantes estão fazendo a festa, assaltando todos que passam por aqui, a todo instante”, completa a moradora, que atravessa pelo local “desde os temos de criança, com meus pais”, recorda. “Meu camarada, assalto aqui é toda hora, depois que ficou escuro. E quem acende o celular, facilita o ladrão, que já ataca na certeza”, frisa o ambulante Hildoberto Moreira de Oliveira, 40 anos, que trabalha naquele trecho, próximo da estação ferroviária. “Se a prefeitura não tomar providências, vai morrer gente aí no buraco”, acredita.

Foto: Davi de Castro

>>Pior do que Via Light – Para outros ambulantes, a travessia do “Buraco do Getúlio”, com a escuridão total, ficou mais perigosa do que na Via Light, principalmente nos cruzamentos, onde a bandidagem ataca pedestre e também veículos a qualquer hora do dia ou da noite. Os assaltos acontecem, preferencialmente, nos cruzamentos da Via com a Professor Paris, Coronel Francisco Soares, Treze de Maio, Nilo Peçanha, Otávio Tarquínio e Dom Walmor. “Muita gente já conhece os perigos na Via Light e se protege, não exibindo telefones celulares e outros pertences. Mas, na travessia do Getúlio, muitos não sabem e, quando entram, dão de cara com a escuridão total e o cheiro de merda e urina frescas, um verdadeiro cagódromo”, rí o comerciante Rivaldo José Moura, 37, que usa a travessia.


>>Nota – Quando o Jornal de Hoje já encerrava esta edição, depois de 48 horas de escuridão, sustos, dezenas de assaltos e muitas reclamações contra a prefeitura, segundo o ambulante Amir Costa Bravo, 42 anos, uma equipe da Light compareceu ao local e reestabeleceu a iluminação pública do “buraco”, para “alívio dos pedestres e para nós, que voltamos ao trabalho”.

Com informações do Jornal de Hoje
13/04/2018



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages