Queimados ganha Centro de Cidadania LGBT - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

05/12/2018

Queimados ganha Centro de Cidadania LGBT


O município de Queimados avançou na luta contra a homofobia. Na tarde desta quarta-feira (5), cerca de 100 pessoas prestigiaram à inauguração do Centro de Referência de Promoção da Cidadania LGBT, em parceria da Prefeitura com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos. Este é o segundo equipamento de políticas públicas para tratar sobre o tema na Baixada Fluminense – o outro fica em Duque de Caxias – e fica na Rua Otília, 1495, Centro, com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

A cerimônia contou com a presença do Prefeito Carlos Vilela; do vice-prefeito Machado Laz; do secretário de Estado de Diretos Humanos e Políticas para Mulheres e Idosos, Átila Nunes, do vereador Carlos Roberto de Moraes (Careca), além de outras autoridades políticas.

O equipamento, que tem gestão da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Promoção da Cidadania, integra um conjunto de medidas e políticas públicas de combate à homofobia e promoção da cidadania LGBT. A unidade é composta por profissionais de diferentes especialidades, que prestam atendimento gratuito à comunidade LGBT, como advogados, psicólogos e assistentes sociais.

O prefeito Carlos Vilela destacou a importância do equipamento: “Nós estamos vendo o número de casos de violência contra minorias e precisamos conscientizar a todos que somos iguais, independente de nossa cor, raça ou opção sexual. Parabéns à população LGBT por essa conquista”, ressaltou. Já Átila Nunes, falou sobre a parceria com o governo municipal: “Quero aqui agradecer ao prefeito por essa conquista e estar sensível à causa”, disse.

A unidade oferece serviços direcionados à comunidade LGBT, familiares e amigos vítimas de discriminação e violência homofóbica. Além disso, prestam orientação à sociedade em geral sobre direitos desse segmento e tem o compromisso de formar uma rede de apoio social, monitorada a partir de um banco de dados.

O coordenador do espaço será o ativista Haroldo Alves, que ressalta outros objetivos da unidade: “Vamos trabalhar para sensibilizar e capacitar gestores públicos e a sociedade local sobre homofobia e cidadania LGBT, contribuindo para a formulação e adequação de políticas a fim de incluir a população LGBT em sua perspectiva”, contou.

05/12/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages