Calor extremo desta semana no Rio pode ser fatal para idosos, crianças e animais - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad

PUBLICIDADE

29/01/2019

Calor extremo desta semana no Rio pode ser fatal para idosos, crianças e animais


Quando a gente achou que estava muuuuuuuuito calor, isso provou que estávamos enganados. O Rio de Janeiro vem sofrendo e sentindo na pele o intenso calor, que chegou muito antes do verão na cidade. Nos últimos dias, o abafado chegou ao ponto de moderado para insuportável. 

Tempo firme e temperaturas altas irão marcar a saída do mês janeiro no Rio esta semana. Uma massa de ar quente pode colaborar para os moradores terem um dos dias mais quentes do ano na quinta-feira (31), que deve ultrapassar os 40ºC.



Está difícil ficar na rua, no trabalho ou em casa. Está complicado até para dormir! Em várias região da Baixada Fluminense, a sensação térmica é de 50 graus. Um sistema de alta pressão permanecerá influenciando as condições do tempo na cidade do Rio nesta semana. Segundo o Sistema Alerta Rio, a semana será muito quente, com céu claro a parcialmente nublado e sem previsão de chuva nos próximos dias. Os ventos apresentarão intensidade fraca a moderada.

Animais, crianças e idosos precisam ter a atenção redobradas.

Com a divulgação, de período de dias de calor extremo esta semana, a nossa terceira-idade, corre  sério risco. De acordo com informações, o organismo humano reduz a sua capacidade de regular sua própria temperatura, por isso, as trocas de calor, que normalmente levam o sangue para todas as partes do corpo e aquecem os tecidos, ficam prejudicadas fazendo com que os idosos sintam mais calor do que os jovens.

Muitos idosos decidem sair para pagar conta, ou resolver algum problema na rua. Aí que está o perigo. Os idosos reagem de maneira diferente ao calor e à baixa umidade. Com o avanço da idade, sofrem alterações naturais nos mecanismos de controle térmico do organismo e de envio de estímulos cerebrais relacionados à sede, o que propicia quadros de desidratação.

Seja sair na rua ou ficar dentro de casa, os cuidados devem ser intensos, os idosos podem sentir tonturas e desmaios. As principais consequências com a desidratação vem a náusea, confusão mental, sonolência e arritmias cardíacas, que pode ser fatal. Por isso, a primeira dica para fugir do mal-estar é beber água sempre que sentir sede. É importante prestar atenção no sinal do corpo. Então, nada de sair neste calorão.

Animais

Os donos de animais não devem sair com os bichinhos sobre sol forte, cachorro ou gatos, por exemplo sofrem muito ao andar no asfalto quente, que pode trazer queimaduras seríssimas. O tempo abafado pode atrapalhar a respiração do animal, que pode morrer aos poucos sem que você perceba.

Crianças

A pele dos bebés e das crianças é muito frágil e fina e, por isso, facilmente sujeita agressões como queimaduras solares e a desidratação. Para além disso, tem menos defesas naturais: as glândulas sudoríparas ainda são imaturas, não produzindo suor suficiente para arrefecer o corpo, e a melanina (pigmento que protege a pele contra os raios ultravioletas) é produzida em quantidade insuficiente para conferir a proteção necessária da pele. Com a criança exposta ao calor, isso pode trazer sérios risco a saúde deles.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

Por Redação Jornal Destaque Baixada
29/01/2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages