Aluna ataca colega com faca em escola de Nova Iguaçu - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

22/10/2019

Aluna ataca colega com faca em escola de Nova Iguaçu


Duas estudantes da Escola Municipal Marcílio Dias, no bairro de Santa Rita, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, se envolveram numa briga na porta da unidade, na tarde desta terça-feira (22). Uma delas, de 14 anos, armada com uma faca de serra, atacou a aluna de 15, que por sorte não ficou ferida. Entretanto, ela foi encaminhada ao Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI), onde foi avaliada e recebeu alta. As duas serão suspensas pela Secretaria Municipal de Educação de Nova Iguaçu. Elas estão sendo acompanhadas pelo serviço de orientação educacional e por psicólogos.



A aluna agredida já passou por exames de corpo de delito. O caso foi registrado na 58ª DP (Posse). Policiais militares do 20º BPM (Mesquita) foram chamados por diretores da unidade escolar, que desconheciam que a vítima já vinha recebendo ameaças pelas redes sociais. A aluna agressora foi convocada a comparecer na unidade com os responsáveis na próxima segunda-feira (28). Nesta quarta-feira (23), uma equipe de psicólogos do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), da Secretaria de Assistência Social, vai visitar as residências das alunas envolvidas na briga e fazer todo o acompanhamento de seu núcleo familiar. 



A suspensão delas será registrada em ata e o serviço de orientação educacional convoca a presença do responsável junto com a aluna e faz uma reunião de conscientização do fato, que é acompanhado pela Secretaria Municipal de Educação. A Escola Municipal Marcílio Dias faz parte do projeto ‘Sementes da Paz’, promovido por meio de uma parceria da Prefeitura de Nova Iguaçu e Departamento de Ações Pró-Sustentabilidade (Deape), do Tribunal de Justiça (TJ) do Rio de Janeiro, que tem entre seus objetivos oferecer aos professores maior capacitação na área de Violência Doméstica, a partir de palestras e grupos reflexivos, objetivando o desenvolvimento de um olhar crítico e preventivo na educação dos alunos que vivenciam a violência doméstica e o bullyng.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

22/10/2019

Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages