Cruz Vermelha Brasileira de Nova Iguaçu comemorou seus 35 anos - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

25/10/2019

Cruz Vermelha Brasileira de Nova Iguaçu comemorou seus 35 anos


Nesta segunda-feira (21) A Cruz Vermelha Brasileira de Nova Iguaçu comemorou seus 35 anos com uma cerimônia solene na Câmara de vereadores da Cidade. O vereador Carlos Chambarelli (PTB) prestou uma homenagem de moção de congratulação para a instituição pelos seus 35 anos de serviços prestados, e destacou a importância do voluntariado.

“Estou muito feliz por essa sessão solene, gostaria de destacar uma das coisas mais importantes, que na minha opinião é o voluntariado que a Cruz Vermelha representa para nossa cidade e para nossa sociedade, em todos os eventos a Cruz Vermelha se faz presente com seu voluntariado, parabéns a todos que fazem parte dessa bonita história’’, disse Carlão.

Entre os convidados estavam presentes o Deputado Federal Dr. Luizinho e o presidente da Cruz Vermelha do Estado do Rio de Janeiro, Saulo de Avelar Esteves, que falou sobre o papel da instituição e elogiou o presidente da Cruz Vermelha de Nova Iguaçu, Daniel Coelho, que de acordo com Saulo a instituição desenvolve um trabalho de excelência.

Na ocasião Daniel fez um agradecimento especial aos membros do conselho diretor da instituição, ao diretor financeiro Carlos Augusto, aos ex-colaboradores Maria Miriam Gaspar Somma, que foi a primeira presidente da Cruz Vermelha de Nova Iguaçu, e Eligton Canella, que foi vice-presidente. Agradeceu aos parceiros e emocionado agradeceu sua esposa, Marta do Nascimento, por todo o apoio. Além disso, contou como é ser presidente de uma das maiores instituições de ajuda humanitária do mundo.

“Sinto um imenso prazer de estar na direção da Cruz Vermelha Brasileira de Nova Iguaçu, fui aluno da escola de enfermagem da Cruz Vermelha do Rio de Janeiro e trabalhava como voluntário. Achava que na Baixada Fluminense deveria ter uma Cruz Vermelha também”, disse o presidente. Ainda de acordo com Daniel naquela época Nova Iguaçu abrangia Queimados, Belford Roxo, Mesquita e Japeri, que depois da emancipação incentivaram a criação de novas filiais de Cruz Vermelha na Baixada Fluminense.

Daniel Coelho ainda falou do trabalho da Cruz Vermelha junto aos voluntários, para aliviar o sofrimento das pessoas atingidas por catástrofes naturais, e destacou programas como a doação de cestas básicas, para pacientes cadastrados nos programas de saúde do município, e a parceria com a defesa Civil Municipal e Estadual.

O Tenente Jorge Ribeiro Lopes, que é Secretário Municipal da Defesa Civil, disse que a Cruz Vermelha de Nova Iguaçu é uma das instituições que está em melhores condições de atender a população. “A Cruz Vermelha sempre está de portas abertas, disponível, é uma super parceira para nossas ações de proteção e Defesa Civil. É uma honra participar desse evento de 35 anos da instituição’’, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages