Coral Cantareiros emociona pacientes e funcionários do Hospital da Posse - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

16/12/2019

Coral Cantareiros emociona pacientes e funcionários do Hospital da Posse


"É uma coisa diferente. Que a gente não espera. É uma sensação de estar sendo abraçado ao cantar uma música". Com este relato emocionante, Leda Maria, de 67 anos, resumiu como foi a manhã do último sábado (14) no Hospital Geral de Nova Iguaçu (HGNI). A maior emergência da Baixada Fluminense recebeu uma apresentação especial do coral Cantareiros, que levou alegria, conforto, bem-estar e carinho para inúmeros pacientes e funcionários a unidade.



Por onde o coral passava, pacientes e funcionários ficaram encantados com as melodias do Cantareiros. Além de cantigas natalinas, o grupo entoou músicas como "Do seu lado", de Jota Quest, "Samba da benção", de Vinícius de Moreas, "Tempos modernos", de Lulu Santos, "Imagine", de John Lenon, "Heal the world", de Michael Jackson, além de outros sucessos.

Foram 30 vozes levando o amor através da música pelas emergências e enfermarias adultas e pediátricas, CTI's (UTI, USI e Sala Amarela) e sala verde, finalizando com uma apresentação no refeitório. Esta foi a segunda vez que o Cantareiros visitou o HGNI, a primeira aconteceu em agosto de 2018.



Um dos momentos mais emocionantes da visita aconteceu nos CTI's, onde estão os casos que necessitam de maior atenção. Pacientes interagiram, sorriram, cantaram e choraram de emoção. “Eventos como esse são importantes para mostrar ao paciente que ele não está sozinho. Isso também facilita o diálogo e aproxima as equipes. O acolhimento humanizado promove o bem estar do paciente e ajuda no tratamento, de forma a melhorar significativamente seu quadro clínico”, destaca o diretor geral do HGNI, Joé Sestello.


O coral Cantareiros mostra que o amor e a música curam. Formado por voluntários, desde 2007 o grupo realiza visitas em hospitais, clínicas, asilos e abrigos, levando este acolhimento humanizado a quem precisa. "Quando a gente canta em hospitais, a gente traz um alento para as pessoas. Temos uma forma diferente de cantar, onde levamos mensagens para as pessoas através da música. Por esta razão que em todos os lugares que vamos, somos muito bem acolhidos de maneira maravilhosa, como foi no HGNI. Saímos recompensados", ressalta a coordenadora do Cantareiros, Gleda Lalor.



Fisioterapeuta do HGNI há sete anos, Suzane Seiça, de 50 anos, era uma das mais emocionadas durante a visita. Para ela, o trabalho voluntário é inexplicável. "Eu achei sensacional. A emoção que o coral espalhar emoção e a dedicação de seus integrantes é incrível", conta ela, que relembrou as ações dos voluntários do hospital. "É semelhante ao trabalho sensacional dos voluntários da Capelania, com os projetos de palhaços que cantam e divertem pacientes, de leitura e muitos outros. Isso tudo dá um ânimo e uma vontade maior para o paciente de lutar por sua saúde".

O auxiliar administrativo Eron dos Santos, de 32 anos, aguardava atendimento na emergência quando se surpreendeu com a chegada do coral. "Por um momento eu esqueci que estava mal e prestei atenção naquela linda apresentação. Eles contagiaram o ambiente com emoção", conclui ele.
--

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages