Filho reencontra mãe em Magé após 20 anos desaparecida - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

14/02/2020

Filho reencontra mãe em Magé após 20 anos desaparecida

Foto: Gerson Peres
Na tarde desta quinta-feira (13), a Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, através da Casa de Passagem promoveu o encontro de Maria Nazaré da Silva com membros da sua família, que moram em Belém do Pará/ PA. A idosa atualmente é assistida pela entidade filantrópica Casa de Idosos Lar São Vicente de Paula e recebe auxílio da Prefeitura de Magé.



Maria Nazaré tem 86 anos de idade e reside no Lar desde outubro de 2018. Porém a história dela com o núcleo municipal começou quando ela ainda morava nas ruas da cidade e foi acolhida pela equipe da Casa de Passagem, onde viveu até ir para o asilo do 1° distrito.

“Dona Maria Nazaré foi encontrada na rua e a casa de Passagem articulou conosco uma vaga para ela, pois ela estava sem referência familiar. Quando chegou aqui, por meio do trabalho do Serviço Social nós conseguimos descobrir a história da família e ela relatou os nomes completos dos filhos. Foi então que nós enviamos um ofício para o MP explicando essa situação, para que eles pudessem localizar a família dela”, esclarece a assistente social de Saúde, Maria Cândida Reis.



Após 20 anos desaparecida, a idosa enfim pôde reencontrar Vicente Ribeiro, seu filho mais velho que mora em Belém do Pará. Vicente, que veio resgatar a mãe acompanhado da esposa, chegou no Lar e a emoção tomou conta do local.


“Depois de tantos anos sem vê-la, eu achava que ela nem estava mais viva. Estou muito emocionado! Há anos que meus irmãos e eu não tínhamos notícias de mamãe, pois ela veio de Manaus para o Rio de Janeiro e graças a Deus nós tomamos conhecimento de que ela estava no Lar e hoje viemos reencontrá-la e levá-la para junto do restante da família”, disse emocionado o aposentado Vicente, filho primogênito da dona Nazaré.



O trabalho da Casa de Passagem pode ser considerado o ponto crucial para o final feliz desta história. É o que conta a assistente social Ádila de Oliveira Braga, que na época trabalhava como técnica de referência na unidade municipal. “Começamos a intervir no caso da idosa. Foram resolvidas as questões de documentação e recebimento dos benefícios que ela tem direito. Mediante a isso, entramos em articulação por meio da política da Assistência Social e a política de Saúde encaminhamos a dona Maria Nazaré para o Lar São Vicente de Paula. Estou muito feliz em poder ajudar no final feliz dessa história”, contou a assistente social.



“É uma satisfação muito grande de ver que o filho depois de 20 anos conseguiu rever a mãe, e também vê-la muito emocionada por ter encontrado o filho é sinal que o nosso trabalho aconteceu da forma correta. Isso é muito gratificante para nós como profissionais. É sinal de dever cumprido”, comenta Mônica Carlos Oliveira, coordenadora da Proteção Social Especial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

cel

Post Bottom Ad

Pages