Mãe e filha, profissionais de saúde em Nova Iguaçu, morrem de Covid-19 com uma semana de diferença - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

14/05/2020

Mãe e filha, profissionais de saúde em Nova Iguaçu, morrem de Covid-19 com uma semana de diferença


Amigos e familiares estão sem chão ao perder duas pessoas amadas, carinhosas e competentes na profissão que exerciam. A enfermeira Diélida Cardoso, de 33 anos, lutava pela vida contra a covid-19, mas não resistiu e morreu nesta quarta-feira (13/05). A mãe Kátia Almeida, de 49 anos, que também era profissional de saúde, morreu na última semana. 



A enfermeira Dielida ainda ofereceu ajuda para internautas na rede social sobre a doença. Em uma publicação no dia 21 de março, ela disse. "Se alguém tiver alguma dúvida sobre o coronavírus "Covid-19", que possa ser resolvida aqui sem precisar ir à emergência hospitalar e Upas, poderá me perguntar aqui ou no particular. Vamos Evitar aglomerações nas unidades. Fiquei em casa! A saúde é o maior bem de todos nós. Disse ela. 



A mãe e filha eram do grupo de risco, mas mesmo assim, se mantiveram na linha de frente salvando vidas. Diélida chegou a ficar internada por quase um mês. Ela trabalhava na UPA de Austin, em Nova Iguaçu. A mãe Kátia era técnica de enfermagem e ficou internada cerca de três dias, mas não resistiu. "Duas mulheres guerreiras, pessoas maravilhosas que nunca vamos esquecer. Estamos sem chão, estamos sem força. Fique em casa quem puder. Esta doença levou duas queridas que estavam na linha de frente por pessoas que elas nem conheciam. Obrigado pro tudo, olhe pela gente aí de cima." Disse uma amiga.



TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

14/05/2020
Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

cel

Post Bottom Ad

Pages