Terminais da Baixada adotam protocolos sanitários com o retorno dos ônibus para a capital - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

08/06/2020

Terminais da Baixada adotam protocolos sanitários com o retorno dos ônibus para a capital


Rio de Janeiro, 8 de junho de 2020 - No primeiro dia útil do retorno dos ônibus intermunicipais com destino à capital, os terminais rodoviários de Nova Iguaçu e Nilópolis, na Baixada Fluminense, administrados pela Rio Terminais, apresentaram movimento tranquilo e com poucas filas. Essa manhã, quem embarcou ou desembarcou por eles, notou também a adoção de novos protocolos sanitários para garantir a segurança e a saúde dos passageiros.



Entre as medidas tomadas com a retomada das linhas, estão a exigência do uso de máscaras e a disponibilidade de álcool em gel 70% para as pessoas que aguardam o ônibus. As plataformas de embarque ganharam lixeiras específicas para o descarte de máscaras, luvas e lenços e também demarcação no chão, com distância mínima de 1,5 metros, reforçando a necessidade do distanciamento social. Pelo mesmo motivo, alguns assentos foram interditados para evitar o contato próximo dos passageiros sentados. O plano de ação colocado em prática conta ainda com a intensificação diária do processo de higienização e limpeza dos terminais e uma campanha publicitária nos painéis e televisores exibindo informações de conscientização para a população sobre os novos protocolos.

“Estamos seguindo as recomendações das autoridades e organizações de saúde. É importante que nossos colaboradores e passageiros se sintam protegidos e seguros nas dependências dos terminais e estamos empenhados em garantir isso. Além disso, é importante ressaltar que o sucesso das nossas medidas dependem da conscientização da população e da fiscalização dos órgãos competentes para evitar aglomerações”, afirma Roberta Faria, gerente administrativa da Rio Terminais.


O decreto com a liberação dos ônibus intermunicipais foi publicado em uma edição extra do Diário Oficial na última sexta-feira. Desde o dia 21 de março, com o início das medidas de combate contra a propagação da covid-19, os terminais tiveram uma redução de 90% no movimento de ônibus e passageiros e a concessionária acumulou, até agora, um prejuízo de mais de R$ 3 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

cel

Post Bottom Ad

Pages