MPF apura fraude no sistema de cotas na Universidade Rural de Nova Iguaçu - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

20/07/2020

MPF apura fraude no sistema de cotas na Universidade Rural de Nova Iguaçu


O Ministério Público Federal (MPF) na Baixada Fluminense encaminhou um ofício à Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), solicitando a prestação de informações quanto ao processo de heteroidentificação dos candidatos inscritos no vestibular para os cursos oferecidos pelo campus Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.



O inquérito civil foi instaurado após uma representação anônima sobre fraudes na autodeclaração de cotas raciais. Um dos casos é o de uma estudante de ciências econômicas, ingressante em 2018.2. O MPF ainda apura outros casos. O objetivo do inquérito, segundo o procurador da República Julio José Araujo Junior, consiste em identificar situações de fraude nas autodeclarações. Foram enviados ofícios aos diretores de todos os institutos e universidades federais, localizadas na Baixada Fluminense, requerendo informações sobre os procedimentos de acompanhamento da autodeclaração para o preenchimento de vagas reservadas e as medidas adotadas.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

20/07/2020
Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

cel

Post Bottom Ad

Pages