Alerj aprova criação de programa de estágio em Saúde na rede estadual - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

9.09.2020

Alerj aprova criação de programa de estágio em Saúde na rede estadual

Alerj aprova criação de programa de estágio em Saúde nas áreas de enfermagem, medicina e odontologia

Com a inclusão de emendas do deputado Marcus Vinícius (PTB), que aprimoraram a proposta original, a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (09/09), em discussão única, o projeto de lei 2425/2020, apresentado pela deputada Enfermeira Rejane (PCdoB), que estabelece um programa de contratação de estagiários na rede pública de saúde no período em que durar o estado de calamidade em decorrência da pandemia Covid-19.

O projeto original previa ao Poder Executivo estadual a contratação de estudantes do último ano de enfermagem e medicina. No entanto, com a inclusão de emendas apresentadas pelo deputado Marcus Vinícius (PTB), o PL estabelece que poderão ser contratados estagiários dos dois últimos anos de enfermagem, medicina, odontologia e técnico de enfermagem.

Os estudantes deverão realizar atividades complementares no sistema público de saúde estadual, não relacionadas ao enfrentamento do novo coronavírus, podendo atuar nas campanhas de vacinação; no programa de saúde da família; em hospitais não referência para covid-19; nos serviços remotos de orientação ao público sobre a covid-19, e outras atividades em sua área de formação, sem contato com pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19.

O objetivo do projeto de lei é contribuir para a manutenção dos serviços de saúde essenciais que não possuem ligação direta com a pandemia e possibilitar o remanejamento de profissionais experientes para os hospitais de referência no tratamento da Covid-19.

“Ao ampliarmos a oportunidade de estágio para estudantes dos dois últimos anos, contribuímos também para dar mais vivência na prática do estágio. É um projeto de lei que valoriza a importância do profissional da saúde ainda em formação, além de contribuir efetivamente para aumentar o número de agentes de saúde nas unidades, beneficiando toda a sociedade”, afirma Marcus Vinícius.

A proposta estabelece pagamento de bolsa no valor de um salário mínimo, e estágio de seis horas diárias e 30 horas semanais. Agora, o governador Cláudio Castro tem até 15 dias para sancionar ou vetar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages