Grupo acusado de extorquir políticos sob ameaça de divulgar notícias falsas é alvo de operação - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

12.21.2020

Grupo acusado de extorquir políticos sob ameaça de divulgar notícias falsas é alvo de operação


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), e a Polícia Civil, realizam nesta segunda-feira (21/12) a operação Usuário Fake, para cumprir um mandado de prisão preventiva e oito de busca e apreensão contra uma organização criminosa responsável pela prática dos crimes de extorsão, delitos contra a honra falsidade ideológica e uso de documentos falsos. Os mandados, expedidos pela 1ª Vara Especializada da Comarca da Capital, são cumpridos em endereços ligados a seis denunciados. 

De acordo com a denúncia, a organização é chefiada por Igor Patrick de Souza, único a ter a prisão deferida pelo Juízo, e se utiliza da divulgação de notícias falsas em redes sociais para, desde 2017, extorquir e cometer crimes contra a honra de suas vítimas. Liderados por Igor, Felipe Dias Dodó, Andressa Aline Pimentel de Carvalho, Rodrigo Menezes de Vasconcellos, Danyella Jesus da Silva e Sinaria de Carvalho da Silva desenvolvem suas atividades através de duas pessoas jurídicas, a Folha de Caxias e a Informarketing Publicidade, responsáveis pela publicação de notícias jornalísticas em redes sociais, em especial o Facebook, e pelo trabalho de marketing digital e político, administração de redes sociais e remoção de conteúdos negativos na internet. Políticos da Baixada Fluminense vinham sendo atacados, segundo aponta investigações.

Igor Patrick não foi encontrado e segundo os agentes, ele é considerado foragido 

Em algumas de suas publicações no Facebook, as empresas divulgam notícias falsas e/ou sem base fática, atacando a honra de suas vítimas. As referidas publicações norteiam, então, o crime posterior de extorsão, uma vez que, após os fatos, o grupo condiciona a remoção das notícias falsas ao pagamento de quantias, através da contratação de serviços de publicidade e remoção de conteúdo ou, até mesmo, cobrando pelo exercício do direito de resposta em suas próprias páginas, que possuem, por sua vez, milhares de seguidores, denotando especial gravidade às publicações.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

21/12/2020 

Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages