Cedae desliga Guandu para conter gosto e cheiro ruins e população fica sem água - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

1.22.2021

Cedae desliga Guandu para conter gosto e cheiro ruins e população fica sem água


Em função de novas análises da contagem de algas na lagoa próxima à Estação de Tratamento do Guandu (ETA Guandu), a Cedae adotou o protocolo operacional definido no plano de contingência do Guandu, operando as barragens da captação e paralisando a ETA por algumas horas na noite passada, de maneira preventiva.

De acordo com a empresa, a estação voltará a operar nesta manhã (22/01), quando a produção também será normalizada.

Imóveis com sistema interno de reserva (cisterna e/ou caixa d’água) não devem sofrer desabastecimento. Em áreas de ponta do sistema (extremidade das redes) e em cotas elevadas o abastecimento pode levar até 48h para normalizar. A Cedae montou esquema especial para atender hospitais e outros serviços essenciais com carros-pipa, caso haja necessidade.

A Cedae pede que clientes que possuam sistemas de reserva usem água de forma equilibrada e adiem tarefas não essenciais que exijam grande consumo de água.

Três fatores levam à proliferação de algas nos mananciais: água parada, presença de nutrientes e luz solar. O fenômeno ocorre com maior frequência no verão, exigindo medidas preventivas para manutenção da qualidade da água que sai das estações de tratamento.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

21/01/2021 

Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675


Post Bottom Ad

Pages