Rio poderá “importar” tecnologia do Ceará no tratamento da Covid-19 - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

3.02.2021

Rio poderá “importar” tecnologia do Ceará no tratamento da Covid-19



Com a confirmação de que novas variantes do coronavírus encontram-se em transmissão comunitária no Rio de Janeiro, o governo estadual poderá utilizar um novo instrumento para tratamento de pacientes com Covid-19. Trata-se do capacete Elmo, um mecanismo de respiração artificial que pode reduzir em 60% a necessidade de intubação em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Projeto de lei para que o Executivo adote o equipamento nas unidades de saúde foi apresentado na Alerj pelo deputado Anderson Alexandre (SDD). Outros 24 parlamentares assinaram pela urgência na votação da proposta.

A tecnologia, criada e produzida por pesquisadores do Ceará, já foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Diante dos bons resultados obtidos em pacientes, o governo cearense enviou ao Amazonas 65 equipamentos de respiração artificial, além de profissionais de saúde para ensinar as equipes de Manaus a usar o equipamento novo.

“O capacete Elmo, além de desafogar os leitos de UTI, evita efeitos decorrentes da intubação, como a sedação por longo tempo e o uso de medicamentos que prolongam o período de recuperação dos pacientes. Sem dúvida, poderá auxiliar muito o trabalho dos profissionais de saúde na recuperação de pacientes”, justifica o deputado Anderson Alexandre, que solicitou urgência na tramitação do projeto de lei 3666/2021.

Utilizando um mecanismo de respiração artificial não invasivo, o capacete Elmo pode ser aplicado em pacientes considerados de baixa e média complexidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages