Mulher que foi atraída por falsa vaga de emprego é encontrada morta em Nova Iguaçu - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

quarta-feira, junho 23, 2021

Mulher que foi atraída por falsa vaga de emprego é encontrada morta em Nova Iguaçu


NOVA IGUAÇU - Uma mulher que estava desaparecida após ser atraída por falsa proposta de emprego, foi encontrada morta em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. De acordo com informações, o corpo de Fabiola Conceição da Silva, foi achado dentro de um tonel, na casa do próprio assassino, na rua 22, no Bairro Parque das Palmeiras. A vítima foi vista pela última vez entrando em um ônibus depois de conversar com um homem e desde então, desapareceu. 

ENTENDA O CASO. Sevanil Marinho da Silva, havia abordado Fabíola em uma rua do mesmo município, oferecendo uma vaga de cuidadora de idosos. Precisando do trabalho, que havia surgido, ela acreditou no sujeito e embarcou no coletivo. Preocupados pelo sumiço, amigos e familiares iniciaram as buscas por ela e também procuraram a policia.

Ao iniciar as investigações, os agentes conseguiram chegar até o coletivo, que mostrava que a vítima, de fato havia embarcado no ônibus com um homem e ele seria Sevanil. O trajeto foi acompanhado e imagens de câmeras de segurança também foram solicitadas. Depois dali, os investigadores localizaram a residência do então, ainda suspeito.


Segundo a polícia, a família conseguiu contato pelo telefone com o criminoso, que disse que a mulher estava trabalhando para pagar uma suposta dívida que teria como ele. Um dia antes dele ser preso, na quarta-feira (16), os agentes vasculharam, com apoio de cães farejadores, uma casa e também um terreno, onde denúncias indicaram que Sevanil poderia ter enterrado Fabíola na localidade. Mas as buscas foram encerradas, sem que ninguém fosse localizado. 

No dia seguinte, policiais invadiram a casa de Sevanil, que recebeu voz de prisão. Ao fazer uma busca pelo seu nome, o assassino no ano de 2010, já havia sido condenado em um caso de latrocínio - o roubo seguido de morte – e ocultação de cadáver. Ele estava preso, mas recebeu da Justiça o benefício de cumprir o restante da pena em regime semiaberto, em casa, por causa da pandemia da Covid-19.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

23/06/2021

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675


Pages