Secretaria de Cultura de Belford Roxo analisa documentos da Lei Aldir Blanc - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

quinta-feira, setembro 23, 2021

Secretaria de Cultura de Belford Roxo analisa documentos da Lei Aldir Blanc



A Secretaria de Cultura de Belford Roxo está convocando os 284 classificados para entregar a documentação necessária até a próxima segunda-feira (27-09), das 9h às 17h, na Casa da Cultura, que fica na Avenida Bob Kennedy, s/n, bairro Nova Piam, referente à Lei de Auxílio emergencial Aldir Blanc de apoio aos artistas. Ao chegar no local, o profissional passa por uma espécie de triagem e é direcionado a uma das mesas para assinar e entregar os documentos que passarão por uma análise para conferir se estão aptos a receberem o benefício.

Segundo o secretário municipal de Cultura, Bruno Nunes, destacou que os recursos distribuídos pela Lei Aldir Blanc serão fundamentais para a classe artística. “O auxílio vai ajudar as pessoas que tiveram suas atividades artísticas interrompidas durante a pandemia. Com isso, como contrapartida, elas terão que levar algum tipo de apresentação aos nossos 600 mil habitantes e, em breve, até maio, teremos eventos em todo o município. Com todos esses profissionais conseguiremos montar pelo menos 30 caravanas da cultura. Iremos ajudar a cidade a crescer e evoluir” explicou Bruno, destacando que a cidade também ganha em termos de economia. “Esses três milhões e cem mil reais (total do auxílio para o município), que vem do Governo Federal, movimentarão a economia de Belford Roxo”, finalizou o secretário.

Arte em toda a cidade

Ansioso para receber o auxílio, o ator e produtor cultural Leandro Massukato, 40 anos, ficou muito feliz ao ver o seu nome na classificação e foi entregar os documentos. “Com a pandemia, nosso setor sofreu bastante. Tivemos um processo complicado com o auxílio emergencial que retornou agora com todos os trâmites. Iremos levar arte para toda a cidade com um planejamento para atuarmos em escolas, centros de referência e locais mais periféricos”, explicou Leandro. “Poder fazer arte em minha cidade com estímulo e remuneração é maravilhoso”, acrescentou.

Para a artista Preta X, 40, que atua na área cultural e eventos, foram tempos sombrios. “Dois anos parados para quem lida com o público é muito sentido. Agora essa luz nos foi dada e fomos contemplados. Estou muito feliz. E vamos retomando aos poucos com todos vacinados para curtir os projetos. Sempre tive apoio da Secretaria de Cultura. E que sirva de exemplo para as outras cidades”, afirmou Preta X.
--

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675


Pages