Cras Bom Pastor conscientiza mulheres sobre a importância do Outubro Rosa, em Belford Roxo - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

quinta-feira, outubro 21, 2021

Cras Bom Pastor conscientiza mulheres sobre a importância do Outubro Rosa, em Belford Roxo

Fotos: Rafael Barreto/PMBR

Dando continuidade aos eventos no mês de outubro, a Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Mulher de Belford Roxo realizou no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) Bom Pastor, um evento em parceria com a Secretaria de Saúde para conscientizar e levar informações sobre o câncer de mama e colo de útero às usuárias do equipamento.

De acordo com a secretária de Assistência Social, Cidadania e Mulher, Brenda Carneiro, durante todo o mês a Secretaria estará realizando encontros para levar conhecimento e conscientização às equipes e usuárias dos equipamentos. “Estamos contando com a parceria da equipe da Secretaria de Saúde para que essas mulheres saibam como prevenir e onde tratar a doença. Além disso, nós temos o projeto Estação Mulher, que é um ônibus itinerante que leva atendimento aos bairros como coleta de preventivo e marcamos exames como mamografia”, explicou a secretária.

A coordenadora do Cras Bom Pastor, Denise da Silva Coelho, chamou a atenção para o cuidado contínuo. “Esse cuidado com o corpo deve ser feito de janeiro a dezembro. No bairro, muitas pessoas não têm acesso à informação e percebemos isso durante a palestra. Então, é importante fazer esse trabalho e levar conhecimento”, destacou Denise.

Conscientização é o primeiro passo

Para palestrar na unidade foram convidadas as agentes de saúde Lenir Morais, Cristiane Marques e a técnica de enfermagem Simone Barbosa. “Vamos conscientizar as mulheres sobre a importância de fazer os exames para prevenir o câncer. É muito importante tratar do assunto. A conscientização é o primeiro passo. O segundo é se tocar para conhecer seu corpo, e, se encontrar algo incomum, procurar um profissional da Saúde”, informou Lenir.


Cheia de dúvidas e interagindo com as profissionais de saúde, Léia Oliveira da Silva, 72 anos, mora no bairro. Ela chamou atenção para a dificuldade das pessoas em realizar os exames preventivos. “São muito caros. Mas a rede pública oferece de graça. Então não tem desculpa. A palestra foi bem informativa, nos orientaram e ensinaram o autoexame. Agora que tomei a vacina, vou marcar meus exames”, disse Léia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675


Pages