Saúde de Belford Roxo promove encontro e debate atendimento ao paciente oncológico - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

25/01/2022

Saúde de Belford Roxo promove encontro e debate atendimento ao paciente oncológico

Foto: Rafael Barreto/PMBR

A Secretaria de Saúde de Belford Roxo promoveu nesta terça-feira (25-01) um encontro com diversas personalidades do setor para a apresentação do Fluxo de Atenção ao paciente oncológico na saúde básica. O evento foi realizado no auditório do Hospital Fluminense, em Areia Branca, e buscou tratar da prevenção e diagnóstico precoce do câncer e a otimização da regulação dos pacientes com a doença para a rede de alta complexidade.

Para o secretário de Saúde, Christian Vieira, a sensação é de mais um desafio para a cidade. “O deputado estadual Márcio Canella já havia disponibilizado o projeto oncológico para a cidade quando o doutor André (oncologista André Maciel) veio conversar comigo. Vi a possibilidade de integrá-lo nesse grande trabalho e apresentei ao prefeito Waguinho, que prontamente abraçou. É um ganho para a cidade que está mais uma vez saindo na frente. Pretendemos atender toda a Baixada Fluminense, pois o SUS é universal”, informou o secretário.

De acordo com o cirurgião oncologista André Maciel, a ideia é disseminar para todo o Estado do Rio de Janeiro o projeto. “A estrutura que encontrei aqui da saúde básica, policlínicas e saúde da família vai facilitar muito o projeto e será fundamental para que tenha êxito, com foco no paciente oncológico. A meta a longo prazo é a prevenção do câncer. Com isso queremos chegar aos estudantes e crianças para que tenhamos uma geração de jovens saudáveis, que serão adultos saudáveis e que a chance de câncer será mínima. Sendo assim, ele será produtivo para a sociedade. Então, vamos encarar como investimento”, explicou.

Diagnóstico precoce

“O projeto vem principalmente para diagnosticar precocemente o câncer, e por ser detectado o quanto antes, tem mais chances de cura e tratamento. O paciente vai chegar na atenção especializada melhor encaminhado, e com isso vai ganhar tempo no início do tratamento e com certeza um prognóstico bem melhor. Ele entra em uma regulação de oncologia, que está nas mãos do Estado, pois temos unidades habilitadas no tratamento de toda a linha do câncer, já com o diagnóstico e encaminhamos para a atenção especializada onde terá o acesso ao tratamento específico, seja ele cirúrgico, quimioterapia, radioterapia ou as três situações combinadas”, explicou Clarice Gerbasi, representante da Superintendência de Regulação da Secretaria Estadual de Saúde.

O diretor das Policlínicas Admilson Figueiredo garantiu que hoje o paciente oncológico tem uma linha de tratamento no município. “E podemos dizer que ele é acolhido na atenção primária, depois inserido na atenção secundária, onde tem o especialista e são solicitados exames para diagnóstico. E caso necessário será encaminhado para o oncologista especializado”, resumiu.

Também participaram do evento o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Davi Calado, a subsecretária de Saúde Ana Carolina Calado, e o presidente do Fundo Municipal de Saúde, Carlos Andrade. O encontro contou com o presidente do Grupo Hospitalar Fluminense, Leandro Santoro, secretários especiais, subsecretários, diretores de unidades e profissionais da área.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

©2022 I Todos os direitos são reservados ao Jornal Destaque Baixada, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

Pages