Prefeitura capacita profissionais e debate gravidez na adolescência em Belford Roxo - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

09/02/2022

Prefeitura capacita profissionais e debate gravidez na adolescência em Belford Roxo


Em decorrência do Mês Nacional de Prevenção da Gravidez na Adolescência (01 a 08-02), a Prefeitura de Belford Roxo começou a organizar as ações para o tema de acordo com a reunião intersetorial realizada em janeiro. Hoje (09-02), a Secretaria de Educação e a Secretaria de Saúde, em parceria com o Grupo Hospitalar Fluminense, realizaram no auditório do Hospital Fluminense, em Areia Branca, uma roda de conversa e capacitação para os cerca de 100 gestores e especialistas da rede com o objetivo de dar segurança e uma boa maneira de trabalhar o assunto nas escolas para o segundo segmento e para a EJA (Educação de Jovens e Adultos).

Para intitular a campanha em Belford Roxo foi escolhida a seguinte frase: “Filho? Agora não! Cuide-se e seja apenas adolescente”. Para a secretária especial de Assuntos Pedagógicos, Rosângela Garcia, a capacitação vai ajudar na orientação dos professores aos alunos sobre o tema. “Nós temos uma defasagem muito grande pela gravidez na adolescência e os alunos desistem dos estudos. Por isso precisamos fazer essa orientação de forma objetiva, médica, mas leve e tentar inibir a questão. Este ano estamos investindo no acolhimento com psicólogos devido ao grande tempo que os alunos ficaram em casa na pandemia e também sobre a questão emocional diretamente ligada a vergonha em estar grávida”, destacou Rosângela.

De acordo com a secretária executiva do PAISMCA (Programa de Atenção Integral à Saúde da Mulher, Criança e Adolescente), Cristiane Borges, a demanda foi iniciada pela primeira dama e deputada federal Daniela do Waguinho em conjunto com o secretário de Saúde, Christian Vieira. “Conseguimos reunir todas as Secretarias e mobilizar a respeito do tema. É fundamental essa união para um assunto tão delicado. Só em 2019 foram 50 adolescentes grávidas na nossa cidade de 10 a 14 anos”, resumiu Cristiane.

Velocidade de informação

O presidente institucional do Grupo Hospitalar Fluminense, Leandro Santoro, descreveu o encontro como selo de instrução para a formação dos profissionais da educação, destacando o conhecimento e aprofundamento em instruir o aluno. “Hoje em dia a velocidade da informação está cada vez mais rápida e acessível pela internet dificultando uma conversa sobre o tema. Estamos com o corpo técnico aprimorando junto com a Saúde e Educação de forma moderna. Minha equipe ainda irá às 28 escolas selecionadas pela Secretaria de Educação para conversar com os alunos. Será o Fala garota. Fala garoto”, destacou.

A diretora geral do Hospital Fluminense, Luana Santos, destacou a parceria com a Prefeitura. “Juntamos e unimos esforços para abordar esse tema pertinente para mostrar de maneira técnica e com embasamento jurídico como levar esse assunto aos jovens, que também é de suma importância para a população. É de uma relevância social gigantesca, pois sabemos que é uma realidade presente no município. Os números levantados foram assustadores e estamos aqui para ajudar e minimizar”, explicou. Estiveram presentes também o diretor geral do Grupo Hospitalar Fluminense, Paulo Henrique Ribeiro, o diretor médico do Hospital Fluminense, Raphael Abdallah, e a diretora de Enfermagem do Hospital Fluminense, Eliane Marcelino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

©2022 I Todos os direitos são reservados ao Jornal Destaque Baixada, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

Pages