Belford Roxo discute questões da neurociência - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

02/08/2018

Belford Roxo discute questões da neurociência


BELFORD ROXO - A Prefeitura de Belford Roxo, através da Secretaria de Saúde e da Diretoria Técnica de Atenção Psicossocial promoveu nesta quinta-feira (02), o I Fórum de Saúde Mental, na Uniabeu. O evento, que discutiu o tema “Neurociência Aplicada”, contou com a palestra proferida por Carlos Alberto da Silva Franco, pós-doutorado em Saúde Mental pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e teve o objetivo de contribuir para que os profissionais ajudem os pacientes a identificarem seus padrões disfuncionais e a tornarem-se conscientes das suas memórias de infância, emoções, sensações corporais, pensamentos e formas de lidar com a dor emocional associados a estes padrões disfuncionais.

Entre os pontos abordados pelo palestrantes estão o medo e o trauma que podem ser desenvolvidos no indivíduo desde o seu nascimento até os 21 anos. Segundo o secretário de Saúde, Vander Louzada, o evento é de grande relevância para o município. “Estamos realizando sempre capacitações para nossos profissionais a fim de ajudá-los no dia a dia do seu trabalho”, enfatizou o secretário. O psicólogo e diretor de Saúde Mental do município, Paulo Patrocínio, disse que o objetivo principal do fórum é promover saúde mental a cada indivíduo, através da própria percepção e reflexão do seu modo de vida. “Para a Organização Mundial de Saúde, saúde não significa a mera ausência de doenças e sim um completo bem-estar biopsicossocial. Os traumas psicológicos podem obscurecer ou até mesmo impedir o bem-estar de cada sujeito. Queremos ajudar nossos profissionais e também ao público em geral a lidar com isto”, frisou.

A chefe de Divisão de Saúde Mental de Belford Roxo, Angélica Campos, disse que muitas das vezes, os traumas e medos são desenvolvidos desde o ventre materno. “Ao lidar com um paciente nos deparamos com várias atitudes que às vezes desconhecemos as causas. É importante que os profissionais tenham conhecimento para identificá-las e, desta forma, possam lidar e ajudar os pacientes a viver melhor”, disse Angélica.

O palestrante Carlos Alberto informou que há cerca de um ano está ministrando palestras em universidades e instituições. “Cada vez mais vimos os avanços da neurolinguística e estamos procurando esclarecer, de uma maneira mais informal sobre questões como terapia, personalidade, traumas, medos, ansiedades, ajudando assim, a todos os profissionais e os indivíduos a lidarem com seus problemas e enfrentá-los”, ressaltou o palestrante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages