Escola municipal de Nova Iguaçu recebe exposição fotográfica - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

Home Top Ad




PUBLICIDADE

04/12/2018

Escola municipal de Nova Iguaçu recebe exposição fotográfica


A ‘Cocadeira Colombiana’, do fotógrafo Januário Garcia e ‘Dona Maria, de Santa Rita’, de Jorge Ferreira foram algumas das 34 fotografias apresentadas nesta terça-feira (4), na Escola Municipal Janir Clementino Pereira, em Miguel Couto, durante o ‘Projeto Imagem – Arte e Memória na Escola’, da Prefeitura de Nova Iguaçu. A exposição fotográfica, que acontece na unidade até o próximo dia 7, é uma realização da Fundação Educacional e Cultural de Nova Iguaçu (Fenig) e retrata as diásporas africanas na América do Sul e algumas personalidades negras do município.

Segundo o presidente da Fenig, Miguel Ribeiro, o projeto é piloto. A escola Janir Clementino Pereira tem cerca de 1.500 alunos, “Nossa proposta é, no ano que vem colocar nas escolas centrais dos distritos exposições fotográficas. Queremos resgatar muitos debates que estavam esquecidos, trazendo conhecimentos diversificados, como a cultura afro”, explicou Miguel Ribeiro.

Antes da escola as fotos de Januário Garcia e Jorge Ferreira ficaram em exposição por um mês no Top Shopping, reunindo cerca de cinco mil visitantes, durante o ‘I Festival Artes Negras de Nova Iguaçu’. De acordo com o diretor técnico da Fenig, André Porfiro, a ideia das próximas exposições nas escolas municipais é levar imagens de fotógrafos locais que representem a cidade.

“Através de suas imagens Jorge Ferreira captou africanos e sua diáspora no Brasil. Januário já percorreu o continente africano, América Latina e Europa, fotografando comunidades negras em sete países. Vamos continuar valorizando os fotógrafos locais”, disse o diretor da Fenig.


A estudante Nicole Vieira Lima, de 11 anos, conhecia pouco o movimento afro cultural antes da exposição. “Despertei mais o interesse pela luta do negro e suas dificuldades. Agora vou estudar ainda mais sobre o tema e poder discutir com meus colegas em sala de aula. A foto que mais me impressionou foi a da capoeira, mas foi difícil escolher a mais bonita”, afirmou a estudante.

O fotógrafo Jorge Ferreira disponibilizou 12 fotos para o evento na escola. Natural de Nova Iguaçu, ele se emocionou ao ver o interesse dos alunos pela cultura afro. “A nossa ideia foi contar um pouco da cultura africana, que hoje é brasileira e da história de Dona Maria, que viveu em Santa Rita e morreu aos 117 anos. Muita gente não sabia a história dela. Estamos numa cidade em que 55% da população é negra ou parda”, disse o fotógrafo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 984040-254

Post Bottom Ad

Pages