Escola Sebastião Herculano de Matos homenageia culturas negra e indígena em Belford Roxo - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

21/11/2019

Escola Sebastião Herculano de Matos homenageia culturas negra e indígena em Belford Roxo


A Escola Municipal Sebastião Herculano de Matos, no bairro Areia Branca, realizou nesta semana a Feira Integrada Culturarte Afro e Indígena, que abordou, entre outros temas, a cultura negra, homenageando negros que se destacaram como o ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, e o escritor Machado de Assis. O inspetor de disciplina, Márcio Rufino, foi escolhido personalidade negra pelos alunos e professores da escola.

O secretário de Educação de Belford Roxo, Denis Macedo, enfatizou que as unidades têm autonomia para elaborar os projetos pedagógicos. "A feira integrada movimentou a escola, pois os alunos aderiram à proposta. Educação se faz com a participação de todos", concluiu Macedo.

A Feira teve diversas atrações para os alunos, como batalha do passinho, desfile afro para a escolha da negra mais bonita e recital de poesias. A diretora da unidade, Eliete de Azevedo Pinto, destacou que os alunos se empenharam na confecção dos trabalhos. “Todos os anos temos a feira literária. Desta vez, fizemos com o segundo segmento (6º ao 9º ano) abordando africanidade pela manhã. À tarde, os estudantes do 1º ao 5º ano ficaram com a literatura”, resumiu Eliete Azevedo, ao lado da vice-diretora Michele Calazans.

A quadra da escola foi o palco das apresentações. Cartazes espalhados destacavam as culturas negra e indígena. Alunas se vestiram com trajes que lembravam a África. Uma das atrações foi a batalha do passinho, que contagiou os alunos.

Personalidade negra da escola, o inspetor Márcio Rufino também é poeta e tem dois livros publicados (“Doces Versos da Paixão” e “Emaranhados”). Em setembro, ele participou de um slam (campeonato de poesia falada, sem adereços ou acompanhamento musical) no Rock in Rio. “É muito bom ter esse reconhecimento e fico feliz com a homenagem. Aconselho sempre que os alunos prestem atenção nas aulas e se empenhem, pois a educação e a arte salvam”, finalizou.

O concurso para escolher a estudante negra mais bonita da escola contou com nove concorrentes. A vencedora foi Victória dos Santos, 16 anos, do 9º ano. Bicampeã (ela faturou o título no ano passado também), a aluna agradeceu o apoio da família e dos amigos, que não pararam de gritar para incentivá-la durante o desfile. “Fico feliz em vencer o concurso, pois essas pessoas que estão aqui são especiais para mim. Só lamento que o racismo ainda exista. Eu fui vítima algumas vezes, mas não me abato e sigo em frente”, finalizou a estudante, que pretende seguir carreira como psicóloga.

Outras escolas

A temática afro-Indígena, desenvolvida durante o ano todo nas unidades, também foi debatida nas Escolas Municipais Yolanda Costa dos Santos, São Bento (EJA), Nossa Senhora de Fátima (EJA), Olívia Valianga, Alejandro Nuñez (EJA), Waldemiro José Pereira e Walter Borghi. Na sexta-feira (22-11) será a vez das escolas municipais Mariano dos Passos, Maria da Paz- Projeto Zumbirarte e São Francisco.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

21/11/2019
Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

Post Bottom Ad

Pages