Em meio a Covid, garis heróis da linha de frente travam batalha diária na Baixada Fluminense - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

20/04/2020

Em meio a Covid, garis heróis da linha de frente travam batalha diária na Baixada Fluminense


As recomendações dos órgãos de saúde são para as pessoas ficarem em casa, evitando aglomerações e aumento no número de casos de COVID-19. Mas a lógica dos trabalhadores da limpeza urbana em meio à pandemia é diferente: pelo bem-estar da população, garis colocam suas luvas e máscaras porque precisam, mais do que nunca, ir às ruas. Viraram heróis em tempos difíceis. Em São João de Meriti, funcionários da Mais Verde, nova marca que reúne a Meriti Mais Verde e a empresa Verde Gestão Ambiental, mantêm as atividades de varrição e de coleta e transporte do lixo.



Para melhor atender à população e garantir a segurança dos trabalhadores, a concessionária fez mudanças nos horários de algumas rotas de coleta e reforçou procedimentos de higiene.

– O nosso serviço é um na linha de frente do combate ao coronavírus, junto à área da saúde. Com lixo pelas ruas, é mais fácil que doenças se espalhem pela cidade. A gente conversa com as pessoas para conscientizar, para entenderem que, quando ficam circulando, não colocam só as vidas delas em risco – diz Waldomir Lopes, que varre as ruas do município há mais de dois anos.

Com lojas fechadas e parte da população em suas residências, a quantidade de lixo comercial coletada pela Mais Verde diminuiu e a de resíduos domésticos cresceu. No entanto, se as ruas estavam vazias no início do isolamento, o movimento de pessoas já voltou a crescer. Para o coletor Matheus da Silva, a quarentena, além de ser fundamental, ajuda a otimizar a limpeza do município:



– Com o passar do tempo, diminuiu a preocupação, o Centro já está lotado de novo. Quem respeita as ordens e fica em casa está se protegendo e nos ajuda a fazer o serviço mais rápido, porque coloca o lixo para fora nos horários certos e ruas vazias facilitam nossa circulação. A cooperação vai além dos procedimentos de rotina, como seguir os dias e horários corretos para pôr o lixo na rua. Mais do que nunca, é fundamental dispor o lixo de forma adequada, em embalagens seguras.

– Às vezes, nós pegamos sacolas abertas com máscaras descartadas de qualquer jeito. As máscaras são um equipamento de proteção, mas podem ser um risco para nós que as coletamos se estiverem expostas. O certo é colocar dentro de duas sacolinhas bem fechadas, deixar o lixo bem fechado também, para evitar que a gente se contamine – explica o coletor Danylo Serpa. O combate ao coronavírus depende do senso comunitário de responsabilidade. O motorista Djailson Nascimento, que trabalha no turno da noite da coleta, agradece à população pelo respeito ao trabalho da Mais Verde:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

cel

Post Bottom Ad

Pages