Grupo CCR vence leilão da Dutra e segue na gestão da rodovia que liga duas das capitais mais importantes do Brasil - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

sexta-feira, outubro 29, 2021

Grupo CCR vence leilão da Dutra e segue na gestão da rodovia que liga duas das capitais mais importantes do Brasil



O Grupo CCR (CCR S.A. ("CCR" ou "Companhia") (B3: CCRO3; Bloomberg: CCRO3BZ; Reuters: CCRO3SA) venceu o leilão de concessão dos 626 km referentes ao Edital de Concessão N° 03/2021 (rodovias BR-116/101/SP/RJ), incluindo 356 km da BR-116 SP/RJ (Rodovia Pres. Dutra), que ligam São Paulo ao Rio de Janeiro e de 270 km da BR-101 SP/RJ ("Rio- Santos"), que ligam o Rio de Janeiro a Ubatuba, no litoral Norte de São Paulo. O certame foi realizado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) nesta tarde, na sede da B3, em São Paulo, cujos dados tornados públicos ao mercado são destacados aqui.

O Grupo CCR conquistou a nova concessão ao propor um desconto de 15,31% na tarifa básica de pedágio e um valor de outorga de R$ 1,77 bilhão pela administração do projeto, ao longo dos próximos 30 anos.

"Este dia é um marco histórico na trajetória de sucesso do maior leilão de concessão rodoviária da história do Brasil. Vamos seguir com o processo de modernização da via, iniciado há 26 anos, realizando investimentos dedicados à segurança e à prestação de serviços, para que a experiência de nossos clientes seja a mais encantadora possível. É um resultado que reafirma o compromisso de longo prazo do Grupo com a infraestrutura do país", destaca Marco Cauduro, CEO do Grupo CCR.

A Rodovia Presidente Dutra é administrada há 26 anos pela CCR NovaDutra, controlada pelo Grupo CCR. A concessão permitiu a transformação da Dutra em uma rodovia moderna e segura, com elevados padrões de serviço e atendimento, em mais de 772 mil viagens realizadas diariamente, em 2020.

Com gestão focada em segurança, a CCR NovaDutra contribuiu para salvar muitas vidas. Nesses primeiros 25 anos, a redução de vítimas fatais foi de 73%, mas se considerarmos o incremento no tráfego neste mesmo período, que foi de 70%, o índice de redução de vítimas fatais sobe para 84%.

Durante a concessão foram monitoradas e recuperadas mais de 500 obras de arte (pontes, viadutos, passarelas etc,), das quais 126 foram novas implantações feitas pela CCR NovaDutra; instalados 2.192 quilômetros de dispositivos de segurança, além de 94,6 km de pistas marginais, investimentos que permitiram o desenvolvimento de polos industriais, comerciais e de serviços, gerando empregos e renda para milhares de pessoas ao longo dos 36 municípios que estão à margem da Dutra. Somente em ISSQN, foram transferidos R﹩ 903,4 milhões a essas cidades, entre os anos de 2000 e 2020.

Novo ciclo

Por meio de uma nova SPE (Sociedade de propósito específico), o Grupo CCR iniciará a gestão da BR-116 (Dutra) e da BR-101 (Rio-Santos), trecho entre Rio de Janeiro e Ubatuba. "Serão quase R$ 15 bilhões de investimentos em novas pistas marginais, terceiras e quartas faixas, novo trecho de subida e descida da Serra das Araras (RJ) e muita inovação para o atendimento aos clientes", afirma Eduardo Camargo, Presidente da CCR Lam Vias, divisão responsável pelas concessões de rodovias federais do Grupo CCR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675


Pages