Inocentes de Belford Roxo mostra fantasias de comunidade - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

sexta-feira, novembro 26, 2021

Inocentes de Belford Roxo mostra fantasias de comunidade



A Inocentes de Belford Roxo continua com as inscrições abertas para a Ala de Comunidade. Os interessados em desfilar no Carnaval 2022, poderão se inscrever, a partir das 19h, na quadra de ensaios da agremiação, na Avenida Boulevard, 1741, no bairro São Vicente. Para participar, é preciso levar uma foto 3x4 e comprovante de residência. A inscrição dará direito a fantasia e passagem para o Sambódromo em ônibus oferecido pela escola. Os novos componentes terão como responsabilidade, o comparecimento em todos os ensaios realizados às quartas-feiras.

A escola apresentou para o público seis fantasias que estão sendo oferecidas gratuitamente para os componentes: Ogãs, Irmandade dos Homens Pretos, Axé Calunga, Pomba de Oxalá, Lanceiros: Guerra contra a opressão e Filhas de Oxum.

“Essa é uma excelente oportunidade para quem sonha em desfilar na Avenida Marquês de Sapucaí, e nunca teve chance. A presidência da nossa escola no intuito de atrair cada vez mais a população de Belford Roxo e adjacências está oferecendo esse presentão. As fantasias são maravilhosas e luxuosas, feitas com material de primeira. A responsável pelas inscrições é a presidente das Alas Reunidas, Vera Gorn, que também tem realizado o recadastramento de componentes que desfilaram nos últimos carnavais. Convido a todos a defender a bandeira Azul, vermelha e branca da Baixada Fluminense”, disse o vice-presidente Social, Icaro Ribeiro.

No Carnaval de 2022, a Inocentes de Belford Roxo será a segunda escola da Série Ouro a passar pelo Sambódromo no Sábado de Carnaval, com o enredo “A meia-noite dos tambores silenciosos", do carnavalesco Lucas Milato. Fala sobre o evento realizado, no Pátio do Terço, quando as nações de Maracatu se unem e fazem um ritual invocando seus ancestrais. É organizada anualmente no carnaval do Recife, é um rito de preservação da tradição afro-brasileira e um grito urgente pela liberdade de credo. Em pleno século XXI, o povo preto ainda luta contra o preconceito racial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675


Pages