Vivências de plantar e comer: Projeto estreita relação de alunos de Nova Iguaçu com o meio ambiente - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

quarta-feira, dezembro 22, 2021

Vivências de plantar e comer: Projeto estreita relação de alunos de Nova Iguaçu com o meio ambiente


Um projeto da Secretaria de Educação está ajudando os alunos das escolas municipais na zona rural de Nova Iguaçu a aprenderem a plantar e cultivar alimentos. Desenvolvido em 2018, o "Horto na Escola" tem como objetivo complementar a merenda escolar com verduras, frutas e legumes plantados pelos estudantes no próprio terreno do colégio, além de ensinar a importância do meio ambiente e oferecer maior contato com a natureza de forma lúdica e responsável.

Atualmente, o projeto está em 13 unidades escolares do município, que depois será expandido para escolas da área urbana. O “Horto na Escola” foi interrompido no ano passado por causa da pandemia, mas foi retomado com a volta das aulas presenciais no último dia 3. Na Escola Municipal Shangri La, no bairro Todos os Santos, os 337 alunos da unidade aprendem a plantar verduras, hortaliças e árvores frutíferas, três vezes na semana. Entre os mais de 50 itens mais cultivados estão o repolho, couve, milho, diversas variedades de tomates, coentro, morango, maracujá, jiló, manjericão, pimenta de cheiro, louro, abóbora, entre outros.

“Temos que ensinar nossos alunos, desde cedo, como se preserva o meio ambiente. Além de cuidar das plantas, eles estão mantendo a tradição rural de lidar com a terra, fazendo com que a escola fique mais dinâmica e divertida. O que é cultivado ali é usado na alimentação preparada nas cozinhas das escolas”, afirmou o prefeito de Nova Iguaçu, Rogerio Lisboa.

O projeto “Horto na Escola” tem parceria do grupo Pantanal Iguaçuano, que orienta os alunos em como cuidar corretamente da horta. Eles ainda levam para casa mudas de plantas e hortaliças para ajudar no complemento alimentar. É o caso do aluno Matheus de Paula, de 11 anos, que aprendeu a cultivar couve no quintal de casa.

“Quando a couve cresce, eu colho da terra e a levo para a cozinha, onde minha mãe faz na frigideira com manteiga. Adoro comer ela com feijão e arroz. Quero ser um grande agricultor”, disse o menino, que estuda na Escola Municipal Shangri La.

No quintal da escola, Luis Felipe Pereira da Silva Rosa, de 11 anos, é outro que, além de plantar as hortaliças, aprendeu a inserir alimentos saudáveis em seu cardápio.

“Troquei a batatinha frita pelo tomate no macarrão. A comida da escola já era boa, agora ficou melhor, pois estão usando temperos naturais aqui da nossa hortinha. Até a alface está mais saboroso”, disse o garoto.

Para a secretária de Educação de Nova Iguaçu, Maria Virginia Andrade, com a “Horta na Escola”, a Prefeitura está oferecendo aos alunos novos conhecimentos sobre a preservação do meio ambiente e a consumir alimentos mais saudáveis, orgânicos e sem agrotóxicos.

“Trouxemos esse projeto para dentro do currículo destas escolas. Isso faz diferença, pois os alunos têm mais envolvimento com a terra, o meio ambiente e sua preservação. A colheita vai direto para cozinha tornando um cardápio ainda mais enriquecido com alimentos orgânicos sem agrotóxico”, contou a secretária.

A secretária ainda explicou que a Prefeitura está ajudando a complementar o cardápio dos alunos dentro de suas casas. Além de fornecer alimentos da horta, o município ainda conta com o “Cesta Verde”, projeto da Secretaria de Assistência Social que levam alimentos como verduras e frutas para famílias que são acompanhadas pelo PIPAS (Primeira Infância Protegida da Assistência Social) e pelo projeto “Mamãe Presente”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675


Pages