Homem acusado de matar mulher a golpes de barra de ferro é preso em Itaguaí - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

14/04/2022

Homem acusado de matar mulher a golpes de barra de ferro é preso em Itaguaí



Policiais civis prenderam um homem, de 65 anos, acusado de lesão corporal seguida de morte. Ele foi capturado após cruzamento de dados de inteligência e monitoramento.

Segundo os agentes da 50 ª DP (Itaguaí), o crime aconteceu em março deste ano, quando o preso agrediu uma mulher e um homem com golpes de barra de ferro. A motivação seria o fato dele estar com ciúmes de um suposto relacionamento entre ambos, tendo em vista que ele se relacionava com o rapaz.

A mulher, de 50 anos, estava morando na casa do autor após pedir abrigo depois de brigar com o companheiro. Ela chegou a ser socorrida para uma unidade hospitalar, mas não resistiu aos traumas. Antes, chegou a gravar um vídeo no hospital confidenciando para familiares a identidade do agressor. A segunda vítima sofreu lesões leves.

Na ocasião do crime, o acusado ligou para o Samu solicitando socorro médico e registrou o fato na delegacia de Itaguaí como uma ocorrência de furto praticado pelas vítimas, alegando que seria este o motivo das agressões.

De acordo com as investigações, o preso já teve a mesma reação em outra relação, quando agrediu o então namorado por ciúmes também utilizando uma barra de ferro. A vítima deste fato anterior não registrou as agressões.

O detido foi encaminhado para a delegacia, onde foram cumpridos os procedimentos de praxe. Na sequência, ele foi encaminhado para o sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

©2022 I Todos os direitos são reservados ao Jornal Destaque Baixada, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

Pages