Infecções urinárias e cálculos renais aumentam no frio com menor consumo de água - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

24/08/2020

Infecções urinárias e cálculos renais aumentam no frio com menor consumo de água


O frio que está fazendo todo mundo sofrer, ainda traz um risco extra para as mulheres: a infecção urinária. Com baixa ingestão de água (por causa da menor sensação de sede) e a menor umidade, o risco de contrair a doença aumenta ainda mais - ela atinge cerca de um terço de toda a população feminina do planeta, pelo menos uma vez na vida.



“O ato de urinar é o responsável pela limpeza do canal da uretra. Quando não ocorre com a frequência que deveria, as bactérias ficam retidas no local, aumentando as chances do surgimento de uma infecção”, explica o Dr. José Alexandre Araújo, um dos sócios do Centro Urológico Copacabana. A mulher é mais afetada pela doença por motivos anatômicos. “A uretra da mulher, além de ser mais curta do que a do homem, está mais próxima do ânus, o que favorece a passagem de microrganismos para a região”, explica José Alexandre.


Pelos mesmos motivos, outro problema de saúde que vem com as baixas temperaturas são os dolorosos cálculos renais. “A dica é prestar atenção na quantidade ingerida e não deixar para beber apenas quando sentir sede. No calor ou no frio, beba sempre água e mantenha seu organismo hidratado e equilibrado. E não deixar que o frio faça com que a que a ida ao banheiro seja evitada”, explica o Dr. Bruno Carvalho, também do CUC.

TEM INSTAGRAM? SEGUE A GENTE CLICANDO AQUI

24/08/2020
Compartilhe nas redes sociais e grupos de WhatsApp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

cel

Post Bottom Ad

Pages