Senado aprova lei para conscientizar sobre a endometriose - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

18/03/2022

Senado aprova lei para conscientizar sobre a endometriose


O Senado Federal aprovou, nesta quinta-feira (17/03), o Projeto de Lei 414/2020, da deputada Daniela do Waguinho (MDB-RJ), que institui o dia 13 de março como dia nacional da luta contra a endometriose, e a semana nacional de educação preventiva e enfrentamento à doença. A proposta agora vai para a sanção presidencial. Cerca de 10 milhões de mulheres sofrem com a enfermidade no Brasil.

A aprovação ocorre após reiterados apelos da deputada federal Daniela do Waguinho às presidências da Câmara dos Deputados, onde a proposta foi aprovada há pouco mais de um ano, e do Senado, cuja aprovação ocorre no Março Amarelo, mês de conscientização sobre a doença.

A endometriose é uma doença inflamatória que ataca o tecido do útero, os ovários, a bexiga e até o intestino. Os sintomas podem surgir na adolescência e incluem dores durante relações sexuais, entre as menstruações, ao defecar e ao urinar, sangramento na urina ou nas fezes, além de forte cólica menstrual. O processo inflamatório progressivo causado pela enfermidade pode comprometer a função de órgãos e tecidos, levando à infertilidade.

“Depois de tanto lutar e esperar, enfim, teremos a nossa tão sonhada lei. Com mais conscientização, poderemos vencer a desinformação a respeito da doença, avançar no diagnóstico precoce e levar tratamento de qualidade para todas as mulheres que sofrem. Essa vitória é de todos nós que apoiamos a luta contra a endometriose”, destaca a deputada federal Daniela do Waguinho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

©2022 I Todos os direitos são reservados ao Jornal Destaque Baixada, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

Pages