Belford Roxo realiza Conferência de Saúde Mental e escolhe oito delegados - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

29/04/2022

Belford Roxo realiza Conferência de Saúde Mental e escolhe oito delegados


A Secretaria de Saúde de Belford Roxo, em parceria com o Conselho Municipal de Saúde e mais 11 municípios da Região Metropolitana I, realizou, nesta sexta-feira (29-04), na Uniabeu a V Conferência Regional de Saúde Mental Metropolitana, que levou o nome da ex-integrante do Conselho de Saúde de Magé, Sônia Nascimento da Silva, que faleceu recentemente. Um dos objetivos foi debater soluções para a área, além de eleger oito delegados de Belford Roxo para a Conferência Estadual de Saúde.

O secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe destacou que a Covid – 19 causou danos em muitas pessoas, inclusive na parte mental. “Pensar a saúde mental no contexto atual é um desafio. O trabalho é enorme. Espero que esse encontro elabore propostas robustas para serem levadas à Conferência Estadual”, resumiu Chieppe.

A rede de saúde mental do município conta atualmente um Centro de Atendimento Psicossocial Infantil (Capsi), um Centro de Atendimento Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD), Um Centro de Atendimento Psicossocial (Adulto – Caps 2) e três residências terapêuticas. “Com esta rede conseguimos suprir as necessidades e oferecer um serviço de qualidade a quem necessita”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Christian Vieira.

Rede estruturada

Segundo a secretária municipal executiva de Políticas de Saúde Mental, Cláudia Polycarpo, a previsão é que o município inaugure ainda este ano um Capsi no bairro Lote XV e o Caps 3 (que funcionará no sistema de 24 e atenderá adultos e crianças). “Temos cerca de 120 funcionários atuando na rede de saúde mental. Todas as equipes estão completas. O trabalho é realizado com muito amor e profissionalismo. A participação das famílias neste processo também é muito importante”, finalizou Cláudia Polycarpo.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, o Capsi realiza, em média, 1.800 atendimentos por mês, enquanto o Caps 2 chega a 500 e o Caps AD a 400. As três residências terapêuticas (duas em Areia Branca e uma em São Bernardo) atendem a 26 pessoas.

Participaram ainda da Conferência o presidente do Conselho Municipal de Saúde, David Calado, a deputada estadual e presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, Marta Rocha; o presidente da Associação de Médicos de Nilópolis, Getúlio Sessim; e o coordenador da Metropolitana I, Miguel Gomes, e representantes da sociedade civil organizada.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

©2022 I Todos os direitos são reservados ao Jornal Destaque Baixada, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

Pages