Defesa Civil de Nova Iguaçu testa nova ferramenta de monitoramento meteorológico - Jornal Destaque Baixada

DESTAQUE

PUBLICIDADE

23/03/2022

Defesa Civil de Nova Iguaçu testa nova ferramenta de monitoramento meteorológico


A Secretaria Municipal de Defesa Civil de Nova Iguaçu está testando uma nova ferramenta web de monitoramento meteorológico, que permite o acompanhamento e análise dos dados de descargas atmosféricas em tempo real na cidade. O sistema da Sferic Maps permite com mais agilidade prever se o município terá uma tempestade severa, vendaval, chuva forte ou até mesmo delimitar uma área propensa a uma possível queda de granizo.

Apenas o Instituto Estadual do Ambiente (INEA) e o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), do Governo Federal, contam com o sistema. Nova Iguaçu é a única cidade da Baixada Fluminense a fazer o teste no momento.

Na última quarta-feira (22), o secretário de Defesa Civil, coronel Jorge Ribeiro Lopes e sua equipe, se reuniram com um membro da empresa SIMTECH, representante comercial da americana EARTH NETWORKS para discutirem os benefícios da nova ferramenta.


A Earth Networks opera a mais ampla rede de monitoramento de descargas atmosféricas, a ENTLN – Earth Networks Total Lightning Network, com cobertura em escala nacional capaz de detectar raios do tipo intranuvem (que ocorre no interior da nuvem) e nuvem-solo (que atinge o solo, podendo causar danos e até morte de pessoas), proporcionando ao sistema identificar em alta resolução espacial e temporal áreas com risco de tempestades severas.

“A ferramenta é um dos investimentos que a Prefeitura espera concretizar ainda este ano e que faz parte de um conjunto de modernos equipamentos que irão compor o Sistema de Monitoramento Meteorológico da Cidade de Nova Iguaçu”, afirmou o coronel Jorge Ribeiro Lopes.

Para a meteorologista e superintendente de Proteção Comunitária da Defesa Civil, Camila Magalhães, a ferramenta será importante para dar mais tempo hábil de sinalizar os locais específicos onde terão os temporais.

“No decorrer do monitoramento, a sinalização de descargas intranuvem permitirão o envio de alertas as áreas propensas a alagamentos e inundações, de forma mais assertiva. A ferramenta auxiliará principalmente nos eventos de chuvas intensas em que os núcleos de chuva se formam sobre a cidade." explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, informe nossa equipe 21 97629-7675

©2022 I Todos os direitos são reservados ao Jornal Destaque Baixada, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

Pages